Ônibus do transporte coletivo de São Paulo atuam na Operação Baixas Temperaturas

Em ação coordenada pela SPTrans, coletivos fazem o transporte da população em situação de rua para Centros de Acolhimento

ALEXANDRE PELEGI

A SPTrans, gerenciadora do sistema de transporte público por ônibus da capital paulista, participa pelo 4º ano consecutivo da Operação Baixas Temperaturas, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

Desde 30 de abril de 2021 a empresa faz o transporte das pessoas em situação de ruas para os centros esportivos da cidade, neste momento transformados em Centros de Acolhimento.

A ação é possível graças à coordenação da SPTrans junto às operadoras para que cedam horas dos ônibus da frota como um serviço social.

O transporte da população em situação de rua funciona todos os dias da semana com os ônibus portando o letreiro “Reservado”.

Os coletivos de diversos pontos da cidade com destino aos Centros de Acolhida no período da parte. A volta é realizada na manhã do dia seguinte.

No Pateo do Collegio, região da Sé, os ônibus fazem até duas viagens. Após o desembarque nos centros, os ônibus são liberados para suas atividades normais.

Locais dos pontos de partida:

– Pateo do Collegio – 16h30 e 18h00
Destino: Clube Tietê (Av. Santos Dumont, 741)

– Praça Princesa Isabel (Rua Guaianases entre Helvétia e Duque de Caxias) – 18h00
Destino: Clube Tietê (Av. Santos Dumont, 741)

– Metrô Tietê (Rua: Marechal Odylo Denys, 200 ) – 18h00
Destino: Clube Tietê (Av. Santos Dumont, 741)

– Praça da Sé – 16h00 e 19h00
Destino: Clube Pelezão (Rua Belmonte, 957)

O retorno desse público é realizado no dia seguinte, sendo que no Clube Tietê são realizadas duas partidas, às 8h00 e 9h30 e no Clube Pelezão, às 07h00 e 09h30.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta