Diário no Sul

Linha de ônibus de Curitiba (PR) é desativada a partir desta segunda (24)

Linha Tupy/Juliana deixa de operar temporariamente. Foto: Divulgação.

Mudança é necessária para obras de implantação de galeria de águas pluviais; trânsito também será afetado

JESSICA MARQUES

Uma linha de ônibus de Curitiba, no Paraná, será desativada a partir desta segunda-feira, 24 de maio de 2021, para a realização de obras.

Segundo a Urbs (Urbanização Curitiba), a Linha 772-Tupy/Juliana será desativada temporariamente. O itinerário faz a ligação do Jardim Tupy e a Vila Juliana, na cidade de Araucária, ao Terminal Pinheirinho, na região sul de Curitiba. A frota da Tupy/Juliana será transferida, nesse período, para a linha 690-Vila Juliana.

Os moradores das Moradias Costeira e Campina da Barra, que eram atendidos pela linha Tupy/Juliana, deverão utilizar o sistema Triar, de linhas municipais de Araucária, segundo orientação da Urbs.

A medida será necessária porque a Rua Francisca Beraldi Paolini, no bairro Campo de Santana, ficará bloqueada para a passagem de veículos. A intervenção é em decorrência da implantação de galeria de águas pluviais numa extensão de 300 metros para atender o sistema de drenagem da rua e evitar alagamentos em períodos chuvosos.

O bloqueio, que começa na ponte de limite com o município de Araucária e segue até a Rua Delegado Bruno de Almeida, deve durar de 30 a 40 dias, de acordo com o Departamento de Pontes e Drenagem da Secretaria Municipal de Obras Públicas.

“Agentes de trânsito vão orientar os motoristas no início dos trabalhos. Nas proximidades, sinalização específica alertará os condutores sobre a interrupção para a passagem. Veículos de pequeno porte e caminhões pequenos serão desviados pelas ruas adjacentes da Vila 29 de Outubro. Já caminhões de grande porte serão desviados pelas rodovias – não há opção de retorno após a entrada na Rua Francisca Beraldi Paolini”, orientou a Prefeitura, em nota.

A Administração Regional do Tatuquara prestará apoio para informação a moradores, empresas e grandes olarias que utilizam o acesso à cidade vizinha, indicando os desvios possíveis, além de informar a Prefeitura de Araucária para apoio na divulgação do bloqueio.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta