Informe publicitário

Agências internacionais de transporte respondem a enquete sobre como será a recuperação do volume de passageiros no pós-pandemia

Para Leon Daniels, que atuou como diretor administrativo de transporte de superfície na Transport for London (TfL), o pico mais alto do volume de passageiros ficou no passado. Foto: Verônica Kierme / Londres

Optibus fez enquete com 400 profissionais do setor, e conversou com especialistas da Transport for London (TfL), UITP, TransitCenter (EUA) e NICE Bus (Nova York/EUA)

 

O volume de passageiros do transporte coletivo sofreu uma queda de mais de 80% nas grandes cidades de todo o mundo, incluindo Londres, Nova York, San Francisco e Cingapura.

Diante desse cenário a Optibus, plataforma de Inteligência Artificial (IA) que busca a inovação para o transporte público, realizou uma enquete com 400 profissionais do setor.

A empresa falou também com um grupo de especialistas do setor de transportes, como a Transport for London (TfL), a Associação Internacional de Transporte Público (International Association of Public Transport – UITP), a TransitCenter (EUA) e a NICE Bus (Nova York/EUA).

Realizada no início do ano 2021, a enquete tinha como objetivo discutir as questões mais importantes enfrentadas pelo transporte público, à medida que o mundo começar a sair da pandemia, as ameaças à recuperação do volume de passageiros, e táticas e prazos para essa recuperação.

Dentre os principais resultados apontados pela enquete, estão dados como:

= recuperar o volume de passageiros é a maior preocupação para 2021, segundo 63% dos votos dos entrevistados;

= um quarto dos entrevistados duvida que o volume de passageiros volte ao patamar pré-pandemia algum dia;

= as empresas de transporte de passageiros devem se concentrar na qualidade dos serviços, não apenas na recuperação do volume de passageiro;

= para 41% as duas maiores ameaças ao transporte público em 2021 são o medo em relação à COVID-19 no transporte e as mudanças induzidas pela pandemia nos hábitos de deslocamento para o trabalho;

= para 39% dos entrevistados a mudança nos serviços que teria os maiores efeitos positivos sobre o volume de passageiros em 2021 seriam rotas que correspondessem melhor às demandas dos viajantes;

= para 74% do grupo de especialistas há otimismo e crença de que 2021 será um ano melhor para o transporte público do que 2020.

Confira o trabalho na íntegra:

Contatos diretos:

Ronen Avraham: ronen.avraham@optibus.com

André Vieira: Andre.vieira@optibus.com

Saiba mais sobre nós: https://www.optibus.com/

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta