Comissão da Câmara dos Deputados realiza audiência pública para discutir regras do transporte interestadual de passageiros

Rodoviária Interestadual de Brasília. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Um dos objetivos é debater formas de desburocratização de forma a expandir a cobertura dos serviços

ALEXANDRE PELEGI

Por sugestão do deputado federal Rodrigo Coelho (PSB-SC), crítico da concentração de empresas de ônibus do setor de transporte rodoviário interestadual de passageiros, a Comissão de Viação e Transportes da Câmara vai promover, na próxima sexta-feira, 21 de maio de 2021, audiência pública para discutir as regras do sistema.

Para o deputado, é preciso debater formas de desburocratização de forma a expandir a cobertura dos serviços partindo das reais necessidades dos usuários.

Ele cita dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que mostram que 66% dos mercados são operados por uma única empresa, 26% por duas empresas e apenas 8% dos mercados, por três ou mais empresas. O deputado ressalta que mesmo em mercados com aparentemente mais agentes, a competitividade é minimizada porque muitas das empresas estão distribuídas nos mesmos grupos econômicos.

A Comissão de Viação e Transportes convidou para a audiência representantes do Ministério da Infraestrutura; da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT); da Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia; e da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Além dos convidados, participarão representantes da Associação Nacional das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros; da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros; e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Paulo, além do professor Paulo Resende, representante da Fundação Dom Cabral (FDC).

A audiência será realizada às 10 horas, no plenário 11, e poderá ser acompanhada pelo link: https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/1888

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. MARIO EDSON FRASSETTO disse:

    Se não quebrar o monopólio das empresas e grupos de nada vai adiantar as reuniões.

Deixe uma resposta