Prefeitura de Campina Grande (PB) volta a descartar aumento da tarifa de ônibus

Tarifa está em R$ 3,90 para pagamentos em dinheiro. Foto: Rafael Lopes/Ônibus Brasil.

De acordo com o prefeito, a cidade não vai conceder medidas fiscais que resultem em um comprometimento dos recursos

WILLIAN MOREIRA

O prefeito de Campina Grande, na Paraíba, Bruno Cunha Lima, voltou a descartar um aumento na tarifa de ônibus.

A informação foi divulgada durante uma reunião realizada entre a Prefeitura de Campina Grande, a STTP (Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos) e o Sitrans (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros) nesta terça-feira, 11 de maio de 2021.

Na ocasião, o prefeito afirmou que não vai permitir um reajuste no valor da tarifa. Durante o encontro, foram discutidas soluções para tentar por um fim à crise do transporte público que recentemente passou por uma greve.

Bruno Cunha também disse que a gestão municipal vem historicamente contribuindo por meio de incentivos fiscais e que não haverá novas medidas que comprometam os recursos da cidade, uma vez que já é concedido isenção total do ISS (Imposto Sobre Serviço), pagamento do subsídio de bônus mensal e ter implantado a Integração Temporal, um pedido dos donos das empresas de ônibus.

“O bônus que é pago pela prefeitura já é um benefício para os consórcios que prestam serviços em Campina, fomentando a utilização pelos usuários, e que só de bonificação já foram pagos mais de R$ 1 milhão, e que o Município não tem condições de injetar mais recursos no sistema de transporte público de Campina Grande”, disse o prefeito.

No encontro, também ficou definido que as empresas têm até 13 de maio para apresentar sugestões e propostas para análise da STTP.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta