Alstom fornecerá 500 carros ferroviários de dois níveis para a Metra de Chicago (EUA)

Modelo Coradia, fabricado pela Alstom.

Operadora de trens metropolitanos  fez pedido inicial de 200 carros, no valor de R$ 4,12 bilhões

ALEXANDRE PELEGI

A Metra, operadora do sistema ferroviário da área metropolitana de Chicago, formalizou uma compra de 200 carros ferroviários de dois níveis à fabricante Alstom.

Esse pedido é o primeiro de uma autorização inicial do Conselho de Administração da Metra referente a janeiro de 2021, que concedeu à fabricante de material ferroviário um contrato de aquisição de até 500 veículos do modelo Coradia.

Essa compra inicial de 200 carros está avaliada em aproximadamente R$ 4,12 bilhões.

Para o presidente da Alstom Américas, Jérôme Wallut, esses novos veículos permitirão à operadora de trens metropolitanos de Chicago “aumentar a confiabilidade da frota, aprimorando a experiência geral do passageiro e garantindo o máximo de acessibilidade para todos.”

Os carros de dois níveis incorporam novos recursos de design, com um interior aerodinâmico com grandes janelas e um layout para melhorar o fluxo dos passageiros e o conforto do viajante.

Com tomadas USB, há também um grande espaçamento entre os assentos, o que permite maior distanciamento social. As portas são automáticas, sem toque, e há várias portas largas em cada lado dos carros para reduzir o tempo de embarque dos passageiros e melhorar o acesso às plataformas.

Além disso, os novos carros que serão entregues pela Alstom à Metra atendem a todos os requisitos de acessibilidade, incluindo a adição de elevadores para cadeiras de rodas em cada lado dos veículos.

Os novos carros têm design ecológico (serão 90% recicláveis) e são eficientes em termos de energia, apresentando melhorias e desenvolvimentos como iluminação totalmente LED e regulação de controle de temperatura com base na quantidade de passageiros.

Os novos carros serão construídos no Centro de Excelência de material rodante da Alstom, maior fábrica da América do Norte, situada em Hornell, Nova York. Outras plantas da Alstom nos Estados Unidos apoiarão o projeto, incluindo Rochester, Nova York, para o sistema de controle automático de trens.

A Metra já conta com as tecnologias da Alstom para seus sistemas de sinalização e controle de trens. Além disso, a fabricante é fornecedora de rodas do sistema ferroviário de Chicago desde 2013, além de ter vencido uma concorrência em julho de 2020 para fornecer até 50 kits de revisão com peças sobressalentes para o programa de revisão de locomotivas da Metra.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. tiago disse:

    Me iludi…pensei neles rodando na 285

  2. Edgar disse:

    Achei que fosse no Brasil. Já cansei de andar de ônibus. Hoje só ando de carro ou moto. Só volto a andar de coletivo se for de trem.

  3. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Poxa Pelegi, você quase me mata com essa matéria, meu pensamento vuou longe; logo pensei na Metra dos Setti Braga”, fazendo a linha intercidades.

    Depois de ler de novo é que vi que é a Metra de Chigago (EUA).

    Vou deixar para a próxima encarnação, pois nesta já era.

    Att,
    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão”

  4. Valmi disse:

    O futuro caminha a passos largos

  5. Ana Maria Borges de Lima disse:

    Minha nossa. Que carros ferroviários lindíssimos. Será que algum dia teremos um desses aqui no Brasil? Parabéns a reportagem, pela excelente matéria.

Deixe uma resposta