ÁUDIO: CCR/Ruas começa a operar de fato as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda em janeiro de 2022

Trem da linha 9-Esmeralda

Informação foi dada pelo secretário Alexandre Baldy durante evento na ciclovia do Rio Pinheiros

WILLIAN MOREIRA

A previsão para o Consórcio Via Mobilidade 8 e 9 (CCR/Ruas Invest), vencedor do processo de concessão à iniciativa privada das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM, vai assumir a operação em janeiro de 2022.

A informação é do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, junto com o governador João Doria durante a inauguração de um trecho com maior segurança da ciclovia do Rio Pinheiros nesta sexta-feira, 7 de maio de 2021,

“Nós concedemos há duas semanas essa Linha 9-Esmeralda, será aqui tocada a partir de janeiro de 22, tudo caminhando e correndo bem, pela iniciativa privada numa margem histórica de participação de quase R$ 1 bilhão em receita através de outorga, fora de todos os outros tipos de investimentos que a CPTM receberá através da iniciativa privada”, disse o secretário.

Ouça:

O consórcio da CCR e Ruas Invest venceu em 20 e abril de 2021 o leilão das duas linhas ofertando a maior outorga no valor de R$ 980 milhões, superando concorrentes como Metra, Itapemirim e Grupo Comporte que acabaram por fazer propostas inferiores de valor.

Veja a classificação do certame:

Consórcio ViaMobilidade 8 e 9 – Formado pela CCR (líder) e Ruas Invest (ônibus da capital paulista): R$ 980 milhões

Consórcio MobTrens: Grupo Comporte (família Constantino, ônibus) – líder, Consbem Construções e CAF: R$ 787,7 milhões

Consórcio Integração Iberica Holdding S.A (líder) e Metra (dos Trólebus e Ônibus do ABC e do BRT ABC): R$ 519,5 milhões

Consórcio Itapemirim/Encalso: Grupo Itapemirim (ônibus é o principal negócio) – líder  Encalso Construções: R$ 400 milhões.

O vencedor poderá explorar o transporte de passageiros nas vias que ligam Osasco ao Grajaú e o centro de São Paulo partindo da estação Júlio Prestes até Itapevi, além do uso dos espaços e dependências de forma comercial, provendo outra forma de receita ao grupo.

Também deverão ser realizados investimentos nas estações e na compra de 34 novos trens, isto já nos primeiros anos de contrato.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/04/20/ccr-e-grupo-ruas-vencem-leilao-das-linhas-8-e-9-da-cptm-metra-itapemirim-e-grupo-comporte-participaram/

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Alfredo disse:

    Esse é o governo do PSDB, tudo o que foi construído com recursos públicos indo para os empresários amigos do partido, pra que Doria se candidatou? Para vender e conceder o patrimônio estatal, já que, aparentemente é incapaz de fazer as obras necessárias e modernizar o péssimo serviço prestado pelo seu governo

    1. Alfredo, eu já vi aqui e nas redes sociais a maioria reclamando das lotações e clamando por privatizações,,,,,Prá quê/ ?? acho um erro…e outra coisa , te garanto que se fosse ainda gestão Avelleda, isso não aconteceria,,,,os que estão ai no comando,,,não souberam administrar, e está cada vez mais afundando a Companhia….No futuro irão chorar,,

  2. Miguel Suzart Pergentini disse:

    Isso significa que os trens também vão ser transferidos de uma linha a outra nesse mês também?

  3. Miguel Suzart Pergentini disse:

    Isso significa que os trens também vão ser transferidos de uma linha para outra nesse mês também?

Deixe uma resposta