Empresas de ônibus de turismo pedem a Bolsonaro aprovação de programa emergencial para setor de eventos

Empresas e entidades do setor de turismo defendem a aprovação da medida. Foto: Divulgação.

PERSE (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos) foi aprovado pela Câmara e depende da sanção do presidente

JESSICA MARQUES

As empresas de ônibus de turismo estão pedindo ao presidente Jair Bolsonaro a aprovação do PERSE (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos).

O Projeto de Lei 5638/20, que cria o programa emergencial, foi aprovado pela Câmara dos Deputados na quarta-feira, 07 de abril de 2021. Agora, depende da sanção do presidente.

O programa tem o objetivo de oferecer condições para que o setor de eventos e turismo possa mitigar perdas em razão da pandemia do novo coronavírus. Por esse motivo, empresas e entidades do setor de turismo defendem a aprovação da medida. Além disso, há um esforço conjunto também para a inclusão de todas as empresas do setor turístico elencadas no “art. 21 da Lei Geral de Turismo”.

Em nota, a diretora executiva da FRESP (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo), Regina Rocha, explicou que para as transportadoras turísticas, que estão no rol de prestadores de serviços turísticos, a sanção do programa é um passo importante neste momento tão difícil da economia brasileira.

“Há um ano as transportadoras turísticas estão contabilizando prejuízos. Medidas como essas são essenciais para que as empresas tenham fôlego para se manter vivas enquanto aguardam a retomada gradual do setor, o que só deve acontecer a partir de uma melhora significativa no cenário pandêmico”, afirmou Regina.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta