Durante feriados antecipados, ônibus em São Paulo transportaram demanda 27% menor que em período anterior

Ônibus em São Paulo transportaram menos

Dado é da SMT (Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes) e compara dez dias entre feriados e fins de semana e os dez dias imediatamente anteriores

ADAMO BAZANI

A quantidade de passageiros transportados nos ônibus municipais da capital paulista, gerenciados pela SPTrans (São Paulo Transporte), caiu 27,61% nos dez dias entre 26 de março e 04 de abril de 2021 em comparação com os dez dias imediatamente anteriores.

O período é referente aos feriados que foram antecipados pelo prefeito Bruno Covas, como forma de tentar reduzir a circulação de pessoas e a disseminação da covid-19, mais o feriado da Paixão de Cristo e os fins de semana, contanto o domingo de Páscoa, dia 04 de abril de 2021.

Já os dez dias anteriores, entre os dias 16 de março e 25 de março, se referem à fase emergencial do Plano São Paulo, mais restritiva, porém sem os feriados.

Os dados fazem parte do Boletim Especial de Covid-19 da SMT (Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes), divulgado nesta segunda-feira, 05 de abril de 2021.

A demanda de hoje vai ser divulgada nesta terça-feira (06).

Segundo o boletim, entre 16 de março e 25 de março, os ônibus municipais acumularam uma demanda de 13,4 milhões.

Já de 26 de março a 04 de abril, ainda de acordo com a divulgação oficial, a soma de passageiros transportados pelos ônibus do sistema da SPTrans foi de 9,7 milhões.

A prefeitura de São Paulo garantiu que não houve redução de frota, com 88% dos ônibus em dias úteis na comparação com a quantidade anterior à pandemia, o que representa em torno de 11 mil veículos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta