Pouso Alegre muda horários de ônibus após restrições de mobilidade determinadas pelo governo de Minas

Ônibus da Expresso Planalto, concessionária do transporte municipal. Foto: prefeitura de Pouso Alegre / divulgação

Protocolo “Onda Roxa” do governo estadual decretou proibição de atividades ao ar livres das 20h às 5h a partir de segunda (05)

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Pouso Alegre, cidade mineira com mais de 150 mil habitantes, comunicou que fará mudanças no transporte coletivo a partir desta segunda-feira, 05 de abril de 2021.

As alterações ocorrem após as medidas determinadas pelo protocolo Onda Roxa do Governo do estado de Minas Gerais, que definiram restrição de mobilidade para população das 20h às 5h.

O governo estadual anunciou nessa semana a prorrogação da Onda Roxa em 815 das 853 cidades mineiras até 11 de abril. A medida estabelece normas mais restritivas à circulação de pessoas para conter o avanço da Covid-19, e antes valia até o dia 4 de abril.

Com isso, a partir desta segunda-feira o sistema de transporte público coletivo urbano adotará horários e sistema de operação especiais para atender unicamente ao deslocamento Centro/Bairro. As mudanças atenderão ainda usuários que trabalham em serviços essenciais e necessitam se deslocar no sentido Bairro/Centro.

Para atender do Centro sentido ao Bairro, os ônibus da Expresso Planalto, concessionária do transporte municipal, farão deslocamentos somente no trajeto para atender o passageiro embarcado.

Os passageiros que necessitarem do transporte no sentido oposto (Bairro ao Centro), deverão informar a empresa o local e horário em que pretenderão embarcar. Neste caso, será necessário que disponham do Cartão Eletrônico para facilitar o cadastramento.

Para todas as linhas que irão operar nesse formato, haverá horários saindo da Avenida Duque de Caxias de hora em hora, a partir das 20h.

Os novos roteiros serão os seguintes:

Região Morumbi

Região Ribeirão

Região Cidade Jardim

Região Faisqueira

Região São João

Dúvidas: 0800-038 0140

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta