Mais de 40 mil passageiros podem ter acesso bloqueado no sistema de ônibus de Goiânia no pico a partir de terça (06)

Ônibus em Goiânia

Nos horários de maior movimento, só podem entrar trabalhadores de serviços essenciais. Esta quantidade de usuários se refere a quem fez o cadastro, mas não apresentou documento que comprove atividade

ADAMO BAZANI

Passageiros que precisam utilizar os ônibus do sistema de Goiânia e Região Metropolitana nos horário de pico devem estar atentos.

De acordo com a RedeMob Consórcio, responsável pelas operações, mais de 40 mil usuários podem o acesso negado nos coletivos a partir de terça-feira, 06 de abril de 2021.

Seguindo determinação do poder público para reduzir as aglomerações e o risco de contágio com a covid-19, nos horários de pico da manhã e tarde/noite, só podem usar os ônibus os trabalhadores de serviços essenciais cadastrados.

O número de usuários cadastrados superou 100 mil, mas deste total, 44.871 fizeram o cadastro e não apresentaram nenhum documento que comprove que atuam em atividades de setores essenciais.

A CMTC (Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos) deu um prazo até esta segunda-feira, 05 de abril de 2021, para estes passageiros que só apresentaram a justificativa, mas sem a documentação, completarem o cadastro.

As faixas horárias que só estarão permitidas para trabalhadores de serviços essenciais são das 06h00 às 07h30 e das 16h45 às 18h15.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta