Barreiras sanitárias em Araraquara (SP) abordam mais de 1.500 veículos no feriado (2)

55 veículos precisaram retornar por não apresentarem motivo que justificasse a entrada na cidade. Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Araraquara

Força tarefa busca evitar a entrada de pessoas para fins turísticos ou similares no município, o que não se enquadra em atividades essenciais

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Araraquara, no interior de São Paulo, divulgou o balanço das ações de fiscalização nas barreiras sanitárias criadas para controlar a entrada de veículos no Feriado da Sexta-feira Santa, 2 de abril de 2021.

Foram abordados 1.528 veículos no total.

Deste número de abordagens, 55 dos motoristas precisaram retornar para as cidades de origem depois de não conseguirem justificar um motivo importante ou essencial para estar na cidade.

Uma das regras para ter a entrada permitida é apresentar um teste negativo de covid-19 com até 48 horas de antecedência Outra forma é alegar um motivo essencial, e ser diagnosticado na hora. Em 183 testes efetuados, três acusaram positivo para coronavírus.

O município antecipou dois feriados na semana e emendou com o da sexta-feira, aumentando para cinco dias o feriado de Páscoa. Com isso, as atividades econômicas permanecem fechadas ou com menor movimento para as que possuem permissão de abrir, e desta forma aumenta-se o isolamento social.

Nas barreiras sanitárias participam a Guarda Municipal, agentes de trânsito, fiscais da prefeitura e equipes da Secretaria Municipal de Saúde, além de um reforço da Polícia Rodoviária.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta