Pindamonhangaba (SP) envia à Câmara projeto para reduzir tarifa de ônibus e amenizar crise da pandemia

Ônibus urbano em Pindamonhangaba

Redução deve ser de até R$ 0,50 e prefeitura vai subsidiar o sistema

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Pindamonhangaba, no interior paulista, enviou à Câmara Municipal um projeto de lei para reduzir a tarifa de ônibus.

A proposta foi encaminhada no último dia 29 de março de 2021 e divulgada pela prefeitura nesta quinta-feira, 01º de abril.

Os objetivos são reduzir os custos aos passageiros e manter os serviços.

Para isso, seriam destinados como forma de subsídios às operações da empresa de ônibus Viva Pinda, aproximadamente R$ 100 mil mensais.

Por meio de nota, o prefeito de Pindamonhangaba, Isael Domingues, diz que a redução da tarifa e a complementação vai auxiliar que seja oferecida uma quantidade de ônibus suficiente para reduzir as aglomerações.

“Esta medida é extremamente importante, porque em um momento de pandemia temos que tentar viabilizar o transporte público e também a empresa, que passa por uma série de problemas; não só aqui mas empresas de todo o Brasil que, em virtude da pandemia, acabam não conseguindo manter o número adequado de veículos e a qualidade do transporte, prejudicando o distanciamento social. Esta iniciativa vem em boa hora! A redução de tarifas chega junto com o pacote de novidades que lançamos recentemente e prevê a prorrogação do ISS. Medidas como estas demonstram que seguimos estudando métodos e formas para proteger a saúde dos munícipes”,

Além dos R$ 100 mil, o projeto prevê o pagamento da parte variável de R$ 0,90 por passageiro transportado, valor que, segundo a prefeitura, será apurado conforme fluxo registrado nas catracas e que se refere à estimativa do déficit tarifário.

Ainda de acordo com a administração municipal, “a finalidade deste subsídio é a cobertura de despesas relativas ao pagamento dos funcionários afetados à prestação de serviços e de outros custos obrigatórios”.

A redução tarifária será provisória e o valor do subsídio corresponde à diminuição do valor da passagem para os usuários.

APUCARANA:

Como mostrou o Diário do Transporte, Apucarana, no Paraná, também entendeu que redução de tarifa juntamente com subsídios pode ser um caminho para minimizar a crise da covid-19 nos transportes públicos.

O valor da passagem municipal passou de R$ 3,60 para R$ 3.

O município vai subsidiar a diferença, o que deve gerar um impacto de R$ 2,5 milhões até 31 de dezembro de 2021:

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/04/01/apucarana-pr-reduz-tarifa-de-onibus-e-subsidia-sistema-para-manter-transporte-coletivo/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta