Governo de São Paulo lança chamamento público para projeto de concessão de ligação rodoferroviária para a Baixada Santista

Região da Baixada Santista. Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

Estudos devem explorar a possibilidade de uma ligação multimodal para o escoamento da produção nacional

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado de São Paulo está com um projeto para criar e construir uma ligação multimodal entre a região do planalto e a Baixada Santista. O objetivo é construir um corredor multimodal com destino ao Porto de Santos.

O chamamento público para selecionar estudos de pessoa física ou de empresas para viabilizar o projeto foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 25 de março de 2021.

Chamado de Linha Verde, o chamamento nº 1-2021 lançado através do Programa SP Parceiras realizará um “aprofundamento dos estudos de projeto de concessão de infraestrutura logística para transporte na ligação entre o planalto e a baixada santista.”

A ideia é que o novo corredor logístico faça a conexão do Rodoanel à Margem Esquerda do Porto e à Rodovia Cônego Domênico Rangoni.

De acordo com o edital, a ligação pode se dar por meio de uma rodovia ou ferrovia, como ainda por um sistema intermodal combinando os dois meios viários. Entretanto, independente da escolha, a nova conexão entre as duas regiões deverá permitir o tráfego geral e o transporte de cargas, este focado especialmente em contêineres com origem e destino para o planalto, na ligação entra a Serra do Mar e o Porto de Santos.

O governo tomou essa decisão após estudar a demanda de tráfego na via Anchieta, única ligação atual para o transporte de cargas, e constatar que a capacidade da rodovia estará saturada até 2035, o que exige a criação de uma rota alternativa.

Os trabalhos objetivam criar uma nova matriz de logística no Estado que ofereça modelos mais eficientes no trânsito de cargas e mercadorias. “Passa pelo Porto de Santos boa parte do PIB Nacional e essa nova estrutura logística irá trazer um ganho incalculável à economia”, afirma João Octaviano Machado Neto, secretário estadual de Logística e Transportes.

Por se tratar de um sistema de concessão, o vencedor da implantação do sistema deverá realizar e implantar, além de operar e explorar a nova infraestrutura logística.

Os interessados devem manifestar seu interesse no chamamento público e enviar as solicitações até 26 de abril, conforme as orientações disponíveis na publicação abaixo:

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Borgatto disse:

    Idéia muito boa porém não podem esquecer de concluir o Rodoanel Norte SP e também o ferroanel ,e o trem intercidades ? uma coisa por vez né Governo do Estado ? Será que sairá mesmo ? Vamos ver se não é mais um marketing.

Deixe uma resposta