Rio Claro (SP) vai suspender transporte coletivo devido ao avanço da pandemia

Circulação dos ônibus será interrompida às 20h desta sexta (26) e retomada em 05 de abril. Foto: Leandro Machado de Castro/Ônibus Brasil.

Regras mais restritivas também estão previstas para setores das atividades econômicas

WILLIAN MOREIRA

Buscando evitar o colapso na rede de saúde e diminuir casos do coronavírus na cidade, o prefeito de Rio Claro, no interior de São Paulo, Gustavo Perissinotto, anunciou novas medidas restritivas válidas de 26 de março até 05 de abril.

O decreto com as novas medidas ainda será publicado, mas o prefeito já adiantou que haverá a suspensão do transporte coletivo urbano. O funcionamento dos ônibus será interrompido às 20h desta sexta (26) e retomado no dia 05 de abril.

Por sua vez, os bancos poderão funcionar apenas por autoatendimento. Barreiras sanitárias com a atuação de forças de segurança também serão implementadas.

Serviços essenciais de saúde e segurança continuarão funcionando normalmente, e é incentivada a adoção do trabalho em sistema home office para os demais setores.

Multas que variam de R$ 300 até R$ 5 mil serão aplicadas para quem descumprir as determinações no período. A fiscalização será feita por órgãos da Prefeitura, Guarda Civil e Polícia.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta