Diário no Sul

Porto Alegre (RS) prorroga validade de credencial para gratuidade no transporte coletivo

No caso dos idosos, medida é exclusiva para pessoas de 60 a 65 anos. Foto: Luciano Lanes / PMPA.

Idosos e pessoas com deficiência não precisarão renovar benefício até 15 de junho

JESSICA MARQUES

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) prorrogou até 15 de junho os prazos de validade da credencial de isenção de tarifa no transporte coletivo para pessoas com deficiência (PCD) e do recadastramento dos idosos com idade entre 60 e 65 anos, conforme o decreto 20.966, publicado nesta segunda-feira, 15, em edição extra do Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa). A medida é exclusiva aos usuários desta faixa etária que já possuíam o benefício da isenção da tarifa até a data da publicação da lei 12.503, de 18 de janeiro de 2019, e que ainda não efetuaram o recadastramento anual junto à EPTC.

“Os cartões de isenção TRI dos idosos e das pessoas com deficiência estão todos ativos, sem a necessidade de recadastramento neste momento, para facilitar a vida dos usuários de mais idade e daqueles com dificuldade para seus deslocamentos”, diz o gerente de Relacionamento da EPTC, Gerth Wenning.

Em caso de bloqueio por alguma irregularidade, o usuário deve entrar em contato pelo e-mail biometria@eptc.prefpoa.com.br, onde será informado dos motivos que levaram à restrição do cartão. Assim, saberá como proceder para  regularizar a situação.

Para evitar aglomerações, a EPTC mantém os serviços on-line no site da empresa e na Carta de Serviços.  O Atendimento ao Cidadão da EPTC,  na avenida Erico Verissimo,100, oferece serviços presenciais apenas para processos relacionados a infrações de trânsito (apresentação de condutor infrator, defesa e recurso), com agendamento prévio.

Interessados neste atendimento devem entrar no site da EPTC, selecionar o menu Serviços › Apresentação de Condutor, Defesa e Recurso › Agendar atendimento – Cidadão para marcar dia e horário para levar os documentos. Também é necessário levar impresso o termo de entrega, disponível no mesmo link, ou encaminhar a documentação via Correios.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta