BRT Rio recebe linha emergencial expressa no primeiro dia de intervenção da prefeitura

Ônibus articulado de linha que já fazia parte do sistema antes da intervenção

Serviço liga sem paradas a estação de Santa Cruz ao Terminal Alvorada

ADAMO BAZANI

No primeiro dia de intervenção da prefeitura no BRT Rio de Janeiro, o sistema passou a contar nesta terça-feira, 23 de março de 2021, com uma linha expressa emergencial.

Conforme o poder público, o serviço liga sem paradas a estação de Santa Cruz ao Terminal Alvorada.

Para o trajeto de reforço para diminuir a lotação das linhas já existentes, foram escalados ônibus comuns.

Durante a gestão direta da prefeitura nos corredores, outras linhas expressas, semiexpressas e de apoio poderão ser criadas para desafogar as ligações já existentes que têm registrado aglomerações de pessoas, ainda mais em horários de pico.

O Diário do Transporte noticiou que a prefeitura do Rio de Janeiro oficializou nessa segunda-feira, 22 de março de 2021, a nomeação da ex-presidente da CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego), Cláudia Antunes Secin, para ser responsável pela intervenção no sistema de BRT do Rio de Janeiro, que deixade ser concedido às atuais operadoras.

Secin ingressou na CET em 1992 e é arquiteta e analista de sistemas.

A arquiteta responde processo por improbidade administrativa e danos aos cofres públicos e chegou a ter as contas bloqueadas em 2019.

As investigações foram referentes a contratos de terceirização considerados irregulares pelo Ministério Público. A prefeitura disse que Cláudia Antunes Secin prestou os esclarecimentos à época e que os contratos existiam antes de ter assumido no cargo na CET-Rio.

No final de 2020, Secin conseguiu desbloqueio da conta salário, mas teve bloqueados R$ 1,9 milhão de suas contas. O processo ainda está em andamento.

A profissional se aposentou na prefeitura em 2017 e recebe salário líquido de R$ 20 mil.

Por causa do bloqueio judicial, tudo o que passar de R$ 52 mil fica retido automaticamente.

A reportagem mostrou que em 03 de março de 2021, o prefeito Eduardo Paes anunciou a intervenção no sistema de BRT (ônibus de trânsito rápido) da capital.

Também será alvo da intervenção a bilhetagem eletrônica.

Assim, a gestão e operação dos serviços serão de responsabilidade da prefeitura.

As atuais operadoras serão retiradas da concessão do sistema de BRT e da bilhetagem eletrônica.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/03/paes-anuncia-intervencao-no-brt-do-rio-e-bilhetagem-nova-licitacao-sera-feita/

A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) informou que concluiu no início de fevereiro o estudo sobre a frota de BRTs disponível e as condições dos veículos articulados, e irá monitorar essas informações mensalmente. O objetivo foi avaliar as condições para dar maior regularidade ao serviço e mitigar as aglomerações, como explicou a pasta em nota no final daquele mês.

A análise dos dados de janeiro revelou que, nos dias úteis de janeiro, houve queda contínua da quantidade de ônibus em circulação na cidade. A situação da frota do BRT se agravou muito nos últimos quatro anos. Atualmente, a frota operante corresponde a menos da metade da frota determinada que também precisa ser atualizada em função do contexto de pandemia. A análise foi realizada com base em dados operacionais fornecidos pelo BRT e complementada com um esforço da SMTR para a retomada da análise dos dados de GPS de ônibus e BRTs da cidade, que permitem monitorar o posicionamento dos veículos por satélite, e o acompanhamento online da frota em circulação.

Fiscais da SMTR também fizeram vistorias em 136 estações de BRT e nas garagens dos ônibus articulados. Foram encontrados apenas 199 veículos, em vez dos 413 estipulados na frota determinada. Os dados foram discutidos com o BRT Rio. A empresa alega que a frota disponível no fim de 2020 era de 306, sendo que 8 foram queimados, 94 estão parados por falta capacidade financeira para a manutenção.

Em 19 de março de 2021, a secretaria de Transportes da cidade do Rio de Janeiro publicou nesta sexta-feira, 19 de março de 2021, procedimento para contratação emergencial de empresa especializada na realização de inspeção e diagnóstico de necessidades de manutenção de ônibus do Sistema BRT.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/19/rio-de-janeiro-abre-contratacao-emergencial-para-diagnostico-de-necessidades-de-manutencao-dos-onibus-do-brt/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta