Paes proíbe a entrada de ônibus fretados, fecha praias e veta estacionamento na orla no Rio de Janeiro

Imagem Ilustrativa

Medidas são para tentar impedir o avanço da covid-19 na capital diante do estado de colapso da saúde

ADAMO BAZANI

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, publicou nesta sexta-feira, 19 de março de 2021, o decreto 48641, com medidas adicionais de combate à covid-19 para possibilitar a restrição de circulação de pessoas.

Confira as medidas:

ÔNIBUS FRETADOS:

A partir de sábado, 20 de março de 2021, fica proibida a entrada de ônibus e vans de fretamento, com exceção dos veículos fretados para trabalhadores ou hóspedes de hotéis.

Ônibus rodoviários de linhas regulares estão permitidos, assim como os urbanos e metropolitanos (regulares).

Fica, igualmente, vedada:

a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento no Município,

exceto aqueles que prestem serviços regulares para funcionários de

empresas ou para hotéis, cujos passageiros comprovem, neste caso,

reserva de hospedagem;

PRAIAS:

O decreto também proíbe o uso e permanência de pessoas nas praias com qualquer objetivo, a partir de sábado, 20 de março de 2021 .

Fica, igualmente, vedada:

a permanência de indivíduos nas areias das praias, em qualquer horário, incluindo-se a prática de esportes, o banho de mar e o exercício de qualquer atividade econômica, incluindo-se o comércio ambulante fixo e itinerante e a prestação de serviço de qualquer natureza;

ESTACIONAMENTO NA ORLA:

Também fica proibido a partir de sábado, 20 de março de 2021, o estacionamento ao longo de toda a área da orla marítima, com exceção de idosos, pessoas com deficiência moradores e hóspedes.

Fica, igualmente, vedada:

o estacionamento de veículos automotores em toda a orla marítima,

exceto para os moradores, idosos, portadores de necessidades especiais,

hóspedes de hotéis e táxis;

VIAS:

O decreto também restringe a partir de sábado, 20 de março de 2021a utilização das pistas de rolamento das avenidas Delfim Moreira, Vieira Souto e Atlântica e de ambos os sentidos das pistas de rolamento do Aterro do Flamengo como áreas de lazer.

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta