Diário no Sul

Viação Garcia-Brasil Sul começa a aceitar pagamento por Pix na compra de passagens

Grupo mantém 370 pontos para venda de passagens. Foto: Divulgação

Opção está disponível nas agências, mas logo será liberada também para compras realizadas pelo APP e pelo site da empresa

ALEXANDRE PELEGI

O Grupo Viação Garcia-Brasil Sul (GBS), maior do setor de transporte rodoviário de passageiros do Sul do País, mantém 370 pontos para venda de passagens.

Em comunicado à imprensa especializada, informa que suas agências de passagens rodoviárias começaram a oferecer a possibilidade de compra com a utilização do Pix, novo meio de pagamento instantâneo no país.

Além das agências físicas, em breve essa opção estará disponível também para compras realizadas pelo APP e pelo site http://www.viacaogarcia.com.

Com a novidade, o cliente tem mais flexibilidade para efetuar o pagamento, já que basta ter um celular em mãos.

Para fazer o Pix, o cliente utiliza a câmera de seu smartphone para leitura do QR Code e informa os dados do recebedor, permitindo o pagamento sem a necessidade de usar dinheiro em espécie, cartão de crédito ou débito. E isso sem nenhum custo adicional.

O Grupo GBS ressalta que a adesão a novas experiências para compra e pagamento de passagens faz parte de sua história. “O Grupo foi pioneiro no país na venda de passagens pela Internet e no lançamento do serviço de vendas, por telefone e on-line, que permite a escolha do assento com até 40 dias de antecedência da viagem. A empresa também se destacou ao aceitar a criptomoeda como forma de pagamento em 2018, diz o comunicado.

Outra inovação é o Check-in Digital, que trouxe praticidade aos passageiros no embarque. A novidade venceu o conceituado Prêmio ANTP-ABRATI – Boas práticas do Transporte Terrestre de Passageiro. Com a inovação o cliente que adquiriu a passagem pela Internet pode realiza o embarque imediato, sem a necessidade de retirada antecipada do bilhete.

O Grupo destaca ainda outras experiências exitosas, como o pagamento das passagens rodoviárias emitidas pela empresa por meio de recursos do auxílio emergencial, bolsa família e FGTS diretamente no APP Caixa Tem, com a geração de um QRCode.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Everton Filtemann disse:

    O Expresso urubu lá do paraná jamais vai ser uma Garcia os puxa saco ate que tentam mas ta dificil de colocar passgeiro nas linash novas dela

Deixe uma resposta