Mogi das Cruzes (SP) anuncia novo sistema de câmeras que vai identificar aglomeração em ônibus

Sistema calcula nível de ocupação

Previsão é de que tecnologia comece a ser instalada a partir de 22 de março

ADAMO BAZANI

A partir do próximo dia 22 de março de 2021, os ônibus municipais de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, terão um sistema de câmeras que informa em tempo real a quantidade de passageiros em pé, sentados, assentos livres e nível de ocupação.

Inicialmente, serão quatro veículos com a tecnologia para ajustes e adaptações.

Após este processo, gradativamente mais ônibus devem receber os equipamentos.

Outros sistemas de transportes do Brasil passaram a adotar o sistema.

Por meio de nota, o prefeito Caio Cunha, explicou que a tecnologia vai ajudar na segurança pública e na segurança sanitária para minimizar as aglomerações no transporte coletivo.

“O monitoramento pelas câmeras instaladas nos ônibus, além da questão de segurança pública, também terá a segurança sanitária. Se for notada aglomeração, a Prefeitura consegue encaminhar mais ônibus para atender as pessoas. É uma forma mais rápida e eficiente para fazer este trabalho” – disse

A prefeitura pretende montar uma central de monitoramento na Secretaria Municipal de Transportes de onde pode tomar decisões sobre aumentar frota em determinadas linhas e horários no exato momento em que for detectada a aglomeração.

Segundo o poder público, “toda a captação de imagens feitas pelas câmeras já está de acordo com as regras estabelecidas pela nova legislação nacional de proteção de dados e tem o cuidado adequado com a privacidade dos passageiros”.

A prefeitura ainda diz que está tomando outras ações para reduzir a lotação nos horários de pico como mais ônibus nos principais corredores e remanejamento de frota dos períodos de menor movimento para os de maior procura.

A ampliação no número de ônibus em circulação está beneficiando os corredores viários da avenida Japão, que atende bairros como o Conjunto Santo Ângelo, da avenida Francisco Rodrigues Filho, que recebe os veículos do Botujuru e do distrito de Cezar de Souza, da avenida Lourenço de Souza Franco, por onde passam os ônibus de Jundiapeba, e da avenida Shozo Sakai, que atende a região do Jardim Layr. Com o reforço, os principais corredores estão com ônibus passando nos pontos com intervalos entre dois e três minutos nos horários de pico.

Além disso, funcionários da Secretaria Municipal de Transportes e das empresas concessionárias mantêm o acompanhamento nos locais de maior movimentação e na operação dos ônibus.

A limpeza nos ônibus também foi reforçada, com o trabalho sendo intensificado entre as viagens. A intervenção também é realizada nas estruturas dos Terminais Central e Estudantes.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. CARLOS ANDRÉ DA SILVA disse:

    Meu Deus o prefeito com o secretário de transporte tinha w ter vergonha de publicar um assunto desse em vez d colocar mais ônibus

  2. Douglas disse:

    Será q a função dessas câmeras é somente assento vazio, está parecendo a China onde fica vigiando as pessoas para controlar. Se realmente a intenção é assento vazio, coloque mais ônibus!

  3. Flavio C Micena disse:

    Ônibus todos velhos sem ar condicionado péssimos e agora vão colocar câmera para evitar aglomeração rsrs

  4. Marco Antonio Maria disse:

    Hora, nao quer agromeracao dentro do transporte publico nos horarios de picos disponibiliza mais onibus, ou a culpa sera do passageiro por estar em pe no meio do corredor?

Deixe uma resposta