Campina Grande (PB) define novos horários do transporte coletivo a partir de hoje

Foto: Click Bus Paraíba / Ônibus Brasil

Objetivo é readequar serviços ao novo Decreto Municipal, que determinou medidas para reduzir circulação de pessoas

ALEXANDRE PELEGI

Em comunicado da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) nessa sexta-feira, 12 de março de 2021, a Prefeitura de Campina Grande, na Paraíba, anunciou a alteração da frota e dos horários do transporte coletivo a partir deste sábado (13).

As mudanças decorrem das medidas determinadas pelo novo decreto municipal quanto ao funcionamento do comércio aberto e à definição de um novo escalonamento dos horários de início e fim de expediente.

Com as alterações, a STTP define horário de pico como o período diário entre as 06h30 e as 08h30 e das 16h00 até as 18h00.

A Superintendência informou ainda que já encaminhou as ordens de serviços para os dois consórcios das empresas concessionárias.

A gerência de transportes da STTP explica que nos sábados e domingos as escalas dos ônibus devem atender as demandas de operação para cumprir o previsto no Artigo 9º do Decreto 4.563/2021 (veja abaixo), permanecendo das 05:00h até as 15:00h em operação normal, reduzindo gradativamente até o encerramento às 19h aos sábados e às 18h aos domingos.

O Artigo 9º do Decreto municipal define que nos dois finais de semana (13 e 14, 20 e 21 de março) para reduzir o fluxo de pessoas no Município excepcionalmente funcionarão apenas algumas atividades, como estabelecimentos da área da saúde, clínicas e hospitais veterinários, área de alimentação (supermercados, açougues, etc), dentre outros.

Para atender os funcionários do Shopping Partage, com funcionamento diferenciado, a SMTT determinou que as linhas 245 e 092 terão sua última viagem às 21:30h, com partidas da Rua Otacílio Nepomuceno no período compreendido entre 12 de março e 27 de março de 2021, conforme determinado pelo decreto municipal.

Técnicos da STTP acompanharão a operação, e em caso de necessidade poderão fazer novas modificações. Caberá às empresas de ônibus, em situações de aglomeração no interior dos veículos, incluir novos carros na frota.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta