Agentes da ANTT protestam contra possível exoneração de superintendente responsável por operação que apreendeu mais de 1300 veículos clandestinos

Sindicato de Servidores das Agências protocola ofício junto à autarquia protestando contra eventual mudança

ALEXANDRE PELEGI

Causou revolta entre os agentes da fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT nesta sexta-feira, 12 de março de 2021, a notícia de que o atual Superintendente de Fiscalização de Serviços de Transporte Rodoviário de Cargas e Passageiros (Sufis), Mauricio Hideo Taminato Ameomo, será exonerado.

Em seu lugar entraria o também funcionário da autarquia Nauber Nunes do Nascimento.

Responsável pela condução da Operação Pascal em todo o país a partir de junho de 2020, que concentrou sua ação no combate ao transporte clandestino de passageiros durante a pandemia, a Agência conseguiu apreender sob o comando de Mauricio Hideo mais de 1.300 veículos até hoje, missão considerada bem-sucedida.

Por conta da notícia da eventual exoneração, duas ações aconteceram de forma simultânea no dia de hoje, ambas em defesa do atual superintendente.

ABAIXO ASSINADO DOS SERVIDORES

De um lado, os servidores da ANTT divulgaram um abaixo assinado com a intenção de pressionar a Diretoria Colegiada a não exonerar Mauricio Hideo.

Sob o título “A Sufis dos resultados deve continuar!”, os servidores citam a possível substituição de Mauricio Hideo pelo ex-superintendente Nauber Nunes do Nascimento, pessoa que já ocupou o cargo por três vezes, em três períodos diferentes, “sem apresentar os resultados nem sequer próximos da atual gestão da superintendência”.

Além disso, os servidores da autarquia federal afirmam que o atual superintende “está cumprindo sua função sem interferências”.

Pelo lado do trabalho em equipe, o texto afirma ser comum “reclamações dos servidores que já foram ou estão lotados nesta Sufis durante estes três períodos distintos, no que toca a política da gestão de pessoas adotadas pelo então superintendente, sempre em desfavor da natureza do serviço e do servidor, ocasionando inúmeros atritos, e impactos nos resultados da Sufis e na vida dos servidores”.

Em defesa do interesse público, o abaixo assinado pede à diretoria da agência reguladora que “reconsidere a alteração do servidor ocupante do cargo de Superintendente de Fiscalização”.

NOTA DO SINAGÊNCIAS

No final da noite desta sexta-feira, o Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências), que também representa os servidores da ANTT, divulgou uma notícia em seu site repercutindo o abaixo-assinado dos servidores.

O texto, assinado pelo diretor Wagner Dias, afirma que o Sinagências acredita que apesar dos cargos de Superintendente serem de livre nomeação e exoneração, “cabe a observação do interesse público como fator da escolha dos ocupantes para estes cargos, assim como motivação adequada que justifique interrupção dos resultados positivos alcançados. Também considera que o reconhecimento da equipe de fiscais de transportes terrestres é fundamental para o desenvolvimento de um trabalho de qualidade, com resultados comprovados alinhados com o interesse público”.


NOMEAÇÃO DE NOVO SUPERINTENDENTE JÁ FOI ASSINADA

O Diário do Transporte teve acesso ao ato de nomeação do novo Superintendente de Fiscalização de Serviços de Transporte Rodoviário de Cargas e Passageiros da ANTT, Nauber Nunes do Nascimento.

O ato foi assinado nessa sexta-feira (12) pelo Diretor Geral em exercício, Alexandre Porto Mendes de Souza.

Como consta somente no SEI – Sistema Eletrônico de Informações do Governo Federal, a nomeação só passa a valer no ato de sua publicação, o que pode ocorrer na próxima edição do Diário Oficial da União nessa segunda-feira, 15 de março.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Ou seja, a possível intervenção militar tão desejada pelo Bozo e por setores da aristocracia demófoba que o apoia desde sempre.Será que esse Nauber é militar?

  2. Wilson disse:

    Infelizmente parece que o efeito da ação contra as irregularidades que vinham assolando esse país mostra reação também dentro de uma agência que deveria ser autônoma.
    Esse não é o primeiro que combate e que é posto fora de combate nos últimos meses lá dentro.
    E, pelo que mencionam os servidores contrários, querem recolocar alguém que já vem dos governos passados.
    É disso que o país NÃO precisa.

  3. MARCO A FRANCO disse:

    Apesar de “ainda acreditar no governo do Presidente Bolsonaro” e sem querer politizar a discussão, APOIO INTEGRALMENTE o manifesto através de um abaixo assinado com a intenção de pressionar a Diretoria Colegiada a não exonerar Mauricio Hideo. A meritocracia acima de tudo e Deus acima de todos!

  4. Joandsoncoutinho@gmail.com disse:

    Entendo perfeitamente a revolta de um dos Servidores mas só que já teve seus veículos apreendido multado vezes até injustamente irá entender a necessidade de avaliar a conduta dos Servidores

Deixe uma resposta