Doria sanciona lei que cria Ciclorrota Costa Oeste, percurso de ciclismo que envolve mais de cem municípios paulistas

Foto ilustrativa. Crédito: Federação Paulista de Ciclismo

Proposta aprovada pela Alesp visa estimular ainda mais o uso da bicicleta e a prática do ciclismo no Estado

ALEXANDRE PELEGI

O Projeto de Lei 636/2020, de autoria do deputado Mauro Bragato (PSDB), instituindo a Ciclorrota Costa Oeste, em cidades do Oeste Paulista, foi sancionado pelo governador João Doria no dia 5 de março de 2021.

O projeto tem cinco objetivos principais segundo seu autor, a começar pelo incentivo ao uso da bicicleta e a conscientização quanto à importância da prática de esportes como instrumentos de qualidade de vida.

Outro objetivo é difundir nos municípios da região de abrangência a cultura da mobilidade através do uso da bicicleta, fortalecendo o turismo regional.

Com o uso da bicicleta o PL ainda espera promover o desenvolvimento sustentável, nas dimensões socioeconômicas, ambientais e turísticas, além de promover e potencializar atividades relacionadas às formas de mobilidade não motorizadas, voltadas à geração de emprego e renda.

Por fim, a Ciclorrota Costa Oeste pretende estimular o uso da bicicleta, como meio de transporte e lazer, mediante a promoção de eventos de cunho esportivo, cultural e turístico, organizados ou estipulados pelo Poder Executivo.

O percurso envolve mais de cem municípios paulistas localizados na região oeste do estado de São Paulo. A proposta foi aprovada em Plenário em fevereiro deste ano.

Os municípios que serão alcançados pela iniciativa são os seguintes: Adamantina, Alfredo Marcondes, Álvares Machado, Alvinlândia, Anhumas, Arco-íris, Assis, Bastos, Bernardino Campos, Borá, Caiabú, Caiuá, Campos Novos, Paulista, Cândido Mota, Canitar, Castilho, Chavantes, Cruzália, Dracena, Echaporã, Emilianópolis, Espírito Santo do Turvo, Estrela do Norte, Euclides da Cunha Paulista, Flora Rica, Flórida Paulista, Florínea, Guaraçaí, Herculandia, Iacri, Ibirarema, Iepê, Indiana, Inúbia Paulista, Ipaussu, Irapuru, João Ramalho, Junqueirópolis, Lucélia, Lupercio, Lutécia, Manduri, Marabá Paulista, Maracaí, Mariapolis, Martinopolis, Mirante do Paranapanema, Monte Castelo, Murutinga do Sul, Nantes, Narandiba, Nova Guataporanga, Nova Independencia, Ocauçu, Óleo, Oscar Bressane, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Ouro Verde, Pacaembú, Palmital, Panorama, Paraguaçu Paulista, Parapuã, Paulicéia, Pedrinhas Paulista, Piquerobi, Pirapozinho, Platina, Pracinha, Promissão, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Quatá, Queiroz, Quintana, Rancharia, Regente Feijó, Ribeirão do Sul, Ribeirão dos índios, Rinópolis, Rosana, Sagres, Salmourão, Salto Grande, Sandovalina, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Mercedes, Santo Anastácio, Santo Expedito, São João do Pau D’Alho, São Pedro do Turvo, Taciba, Tarabai, Tarumã, Teodoro Sampaio, Timburi, Tupã e Tupi Paulista

Para o deputado Mauro Bragato, a região do Oeste Paulista é um local cheio de belezas naturais e urbanas, com muitos atrativos para quem gosta de curtir a luz do dia ou a luz da lua. “Na região é possível apreciar rios, lagos, parques, praças, campos, morros e todo tipo de diversidade natural que se possa imaginar”, ele diz.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta