Prefeitura de Santo André realiza desinfecção de terminal de ônibus e estação da CPTM

Desinfecção de uma das plataformas do Terminal Santo André Oeste

Para escolha das áreas que receberão a lavagem, o serviço de saneamento usa mapa de calor que mostra o número de contágios por bairro

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Santo André realizou nesta terça-feira, 09 de março de 2021, a desinfeção com solução de cloro e a nebulização da estação Prefeito Celso Daniel da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), do túnel de acesso entre a estação e o terminal de ônibus; as plataformas do Terminal de Ônibus, o Boulevard Itambé; da rua XV de Novembro e travessa Diana.

Os trabalhos são feitos pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e pela Secretaria de Manutenção e Serviços Públicos (SMSU).

Segundo a prefeitura, utilizando um caminhão-pipa, a equipe da do Semasa faz a lavagem das vias e calçadas com uma solução composta por água de reúso e cloro. Em seguida, os agentes da SMSU realizam a nebulização dos locais, principalmente junto aos comércios e mobiliário público, como bancos, lixeiras e totens de autoatendimento do terminal.

Na tarde desta terça-feira, o Semasa fez também a lavagem do entorno das unidades de saúde do Jardim Sorocaba, São Jorge, Cata Preta e Jardim Santo André.

Enquanto isso, a prefeitura fazia a nebulização do calçadão da Oliveira Lima.

Ainda nesta semana, as unidades de saúde do Jardim Carla, Jardim Ciprestes e as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Central/Faisa e Perimetral vão receber os serviços de lavagem.

A lavagem do calçadão é realizada aos domingos, quando há menor fluxo de pessoas.

De acordo com nota da administração municipal, a escolha dos locais a serem desinfetados é feita com base em um mapa de calor da Secretaria de Saúde, que mostra o número de contágios por bairro.

Já os hospitais de campanha e a unidade do restaurante popular Bom Prato recebem lavagem três vezes por semana.

A prefeitura diz que os trabalhos de higienização começaram em março de 2020, quando a pandemia de covid-19 foi reconhecida no Brasil e que os serviços continuaram mesmo nas fases menos restritivas do Plano São Paulo do governo do Estado.

“Um ano depois do início, a autarquia já utilizou cerca de nove milhões de litros de água de reúso e cloro para limpar dezenas de pontos de Santo André” – afirma a administração municipal em nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Avisando também , que está quase pronto o prolongamento da baia de embarque e desembarque, na porta da Estação..de Santo André, para melhorar fluxo da rua Itambé.

Deixe uma resposta