Diário no Sul

Florianópolis (SC) cria ‘Selo Turismo Legal’ para vans e ônibus

Durante o período de implantação do selo, não haverá cobrança. Foto: Divulgação.

Objetivo é contribuir para pesquisa de demanda turística e para o ordenamento da atividade

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Florianópolis, em Santa Catarina, decidiu lançar o “Selo Turismo Legal” para vans e ônibus. O objetivo é contribuir para pesquisa de demanda turística e para o ordenamento da atividade.

“Florianópolis recebe anualmente milhares de ônibus e vans de turismo. Pesquisas de demanda turística são fundamentais para o processo de planejamento do destino. O Selo Turismo Legal servirá para obtenção de dados sobre o fluxo turístico – quantidade, origem, tempo de permanência, locais de hospedagem e visitados, entre outros”, detalhou a Prefeitura, em nota.
O sistema exige ainda que a empresa transportadora insira o nome do Guia de Turismo, devidamente credenciado, desde o momento de planejamento da viagem.
“A exemplo de outros destinos, a implantação do selo Turismo Legal viabiliza a obtenção de dados para que as ações sejam pautadas por informações fidedignas, para que possamos atuar no planejamento do turismo em parceria com a mobilidade de maneira assertiva”, afirmou o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Juliano Richter Pires.
PRINCIPAIS DÚVIDAS
Após o lançamento do Selo Turismo Legal, a Prefeitura divulgou uma lista com as principais dúvidas sobre a novidade. Confira:
Como irá funcionar?
O Selo Turismo Legal deve ser obtido no site http://redemobilidade.pmf.sc.gov.br/turismo/ 

Após o cadastro da empresa, a mesma deverá fazer o login e cadastrar a viagem, com as datas de saída e chegada, informações do veículo, do(s) motorista(s), as rotas que serão realizadas na cidade e informações sobre cada passageiro. 

Antes de chegar a Florianópolis, a empresa deverá acessar suas viagens no sistema, fazer o download da Ficha de Viagem e do QR-CODE no botão Download Ficha, imprimir as fichas e o QR-CODE e colar o QR-CODE no para-brisa. A empresa deve manter suas fichas de viagem no período em que estiver em Florianópolis. 

Quem deve obter o selo?

Todo veículo de transporte turístico de passageiros, de todas as cidades, exceto em Florianópolis. 

Quanto custa o selo?

Durante o período de implantação do selo, não haverá cobrança. No futuro, haverá. Os valores e as formas de pagamento serão divulgados oportunamente.  

Quais as penalidades para quem não tiver o Selo Turismo Legal?

No período de implantação do Selo, nenhuma. Após a regulamentação, as penalidades poderão ser multa e/ou colocação de ‘grampos” nos pneus, impedindo a locomoção. Florianópolis recebe anualmente milhares de ônibus e vans de turismo. Pesquisas de demanda turística são fundamentais para o processo de planejamento do destino.

O Selo Turismo Legal servirá para obtenção de dados sobre o fluxo turístico – quantidade, origem, tempo de permanência, locais de hospedagem e visitados, entre outros. O sistema exige ainda que a empresa transportadora insira o nome do Guia de Turismo, devidamente credenciado, desde o momento de planejamento da viagem.Para o Secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Juliano Richter Pires, “a exemplo de outros destinos, a implantação do selo Turismo Legal viabiliza a obtenção de dados para que as ações sejam pautadas por informações fidedignas, para que possamos atuar no planejamento do turismo em parceria com a mobilidade de maneira assertiva”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta