Ônibus clandestino com 34 bolivianos é apreendido no Brás em São Paulo pela ANTT neste sábado (06)

Guarda Civil Metropolitana utilizou sua divisão de cães farejadores para uma vistoria minuciosa nas bagagens

Veículo estava com pneus carecas e motorista não possuía curso específico para o transporte coletivo de passageiros

ALEXANDRE PELEGI

Em mais uma ação de fiscalização e combate ao transporte irregular interestadual de passageiros, os agentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT atuaram neste sábado, 06 de março de 2021, na cidade de São Paulo.

O Grupo Nacional de Repressão ao Transporte Clandestino atuou em apoio à unidade regional de São Paulo juntamente com a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Civil, em mais uma etapa da Operação Pascal, cujo objetivo é tirar de circulação veículos que realizam transporte clandestino de passageiros.

Na operação deste sábado, os agentes apreenderam um ônibus clandestino nas imediações do Brás, bairro da capital paulista, vindo de Corumbá, Mato Grosso do Sul.

Todos os passageiros foram conduzidos ao terminal rodoviário do Tietê, onde a Guarda Civil Metropolitana utilizou sua divisão de cães farejadores para uma vistoria minuciosa nas bagagens de todos os integrantes da viagem.

Os fiscais federais da ANTT constataram que o ônibus, além de clandestino, estava com pneus carecas, extintor de incêndio vencido, não tinha cinto de segurança em todas as poltronas e seu motorista não possuía o curso específico para o transporte coletivo de passageiros.

Além de todas essas irregularidades, a fiscalização constatou através do disco tacógrafo, equipamento que registra dados sobre o veículo como velocidade e períodos de paradas e tempo de viagem, que o veículo, durante seu trajeto de mais de 1.400 quilômetros, ultrapassou várias vezes a velocidade máxima permitida.

Foram lavrados autos de infração para todas as irregularidades constatadas e o veículo foi recolhido ao depósito da ANTT.

Em nota, a ANTT informa:

Os fiscais alertam os passageiros para os riscos de viajarem em veículos clandestinos e solicita que a população denuncie através do telefone: 166, WhatsApp: (61)99688-4306 ou no e-mail: ouvidoria@antt.gov.br”.

Veja imagens da operação enviadas pela fiscalização da ANTT:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. vagligeiro disse:

    Não sei se é preguiça minha, mas nunca vi um Trans Muleke ou TCB / TransBrasil apreendido…

    E provavelmente este ônibus ia atender parte da comunidade boliviana que provavelmente voltaria para o país de origem por causa da pandemia BR. Tento imaginar como vai compensar esta viagem…

  2. EU MESMO DISSE AQUI> com essa pandemia haverá migrações de países vizinhos para cá, pela fome, miséria e a doença. SERÁ QUE AS AUTORIDADES PESARAM EM FAZER QUARENTENA COM ESSE PESSOAL??? Não está alguns contaminados??? Isso que precisa ser visto,,,como na Europa.. Ou na pior das hipóteses locar um onibus e levá-los de volta, com ESCOLTA ao seu país de origem,,,,

  3. carlos souza disse:

    Outro país do crime.Tenho pena dessa gente,que assim como nós vivem em um país de bandidos.No Paraguai,todos os ministros estão pela bola 7 e a batata deles e do presidente já está assando tanto quanto a do Bozo.Lá tem um cacetilhão de calhambeques.Assim como a Bolívia,o Brasil e um cacete de países.

Deixe uma resposta