Campo Grande (MS) define mais ônibus em horário de pico a partir de segunda (08) para evitar aglomerações

Foto: prefeitura de Campo Grande (MS)

Prefeitura definiu uma série de medidas para combater covid-19 em reunião na tarde deste sábado (06)

ALEXANDRE PELEGI

Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, vai acompanhar a maioria dos municípios brasileiros e, a partir da próxima segunda-feira, 08 de março, voltará a ter mais restrições, além de medidas sanitárias, como formas de enfrentamento ao avanço da pandemia de Covid-19.

As medidas foram definidas neste sábado (6), em reunião na prefeitura da capital.

No caso do transporte coletivo a determinação do prefeito Marquinhos Trad (PSD) é ampliar a frota de ônibus principalmente em horários de pico. O objetivo é diminuir a lotação e eventuais aglomerações. A ocupação atual é hoje de 70% da capacidade máxima permitida.

O foco principal da prefeitura estará na campanha de orientação contra a doença causada pelo novo coronavírus.

No encontro desta tarde, o prefeito decidiu abrir mais 20 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que se somarão às atuais 283 vagas disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde), contratadas em hospitais públicos, privados e filantrópicos.

A prefeitura decidiu também retomar as barreiras sanitárias criadas em 2020.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta