Colatina (ES) unifica valor de passagem de ônibus convencionais e executivos a partir de 12 de março

Tarifa dos veículos convencionais sobe para R$ 3,45 ao mesmo tempo que passagem dos executivos cairá dos atuais R$ 4,50 para este mesmo valor; frota integral será equipada com ar-condicionado

ALEXANDRE PELEGI

Os moradores de Colatina, no Espírito Santo, cidade com mais de 120 mil habitantes, vão pagar mais caro para andar de ônibus a partir de 12 de março, sexta-feira da próxima semana.

A informação é da prefeitura da cidade, após o Conselho Tarifário municipal aprovar o reajuste de 7,81%, o que elevou a passagem do transporte coletivo dos atuais R$ 3,20 para R$ 3,45.

Na sequência da aprovação do Conselho, o aumento foi sancionado pelo prefeito, processo que ocorreu nesta terça-feira, 02 de março de 2021.

O aumento, no entanto, incidirá apenas nos ônibus convencionais, cuja frota será gradualmente substituída por veículos com ar-condicionado.

Para unificar os valores no sistema municipal, o valor da tarifa dos ônibus executivos, os “pinguins”, cairá de R$ 4,50 para os mesmos R$ 3,45.

Para que houvesse essa unificação do sistema, o Conselho Tarifário exigiu a renovação da frota.

Segundo a prefeitura de Colatina, oitava cidade mais populosa do Espírito Santo, além dos 18 veículos executivos atuais, que voltam a circular no dia 12 de março – eles estavam sem rodar por causa da pandemia -, a empresa fica obrigada a comprar até janeiro de 2022 mais 16 ônibus com ar-condicionado. Desses, oito já deverão ser adquiridos até julho deste ano, para substituir gradativamente os atuais convencionais.

Os novos ônibus deverão ter ar-condicionado, elevador e mudança de roleta para a porta da frente.

Com a unificação dos valores tarifários, haverá a ampliação da integração da passagem para os veículos com ar-condicionado. A segunda tarifa fica isenta de pagamento no segundo trajeto para a frota executiva, que antes abrangia somente os convencionais.

O benefício da gratuidade vai alcançar agora os usuários dos ônibus executivos. Assim, todas as gratuidades vão se estender para os usuários que têm esse direito, o que valerá também para a meia passagem concedida aos estudantes.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Agmarcarioca disse:

    um absurdo senhor prefeito Serginho so aumentava 010 centavos eu dei sorte em deixar Colatina para traz em 1982 aos 18 anos para ser paraquedista do exercito no Rio como e dificil a situaçao do jovem ai o comercio so paga o piso nunca se fala em porcelanato so piso ,aumento numa crise dessa aqui no Rio continua o mesmo preço fora o calote no brt

Deixe uma resposta