Diário no Sul

Bagagem Fácil, novo serviço da Viação Garcia-Brasil Sul, permite despachar bagagem com antecedência de até uma hora

Novidade para o passageiro já está em operação, em fase experimental, na Rodoviária de Londrina (PR) 

ALEXANDRE PELEGI 

Já pensou chegar à rodoviária com antecedência de até uma hora e já poder despachar suas malas?   

Este é o novo serviço que o Grupo GBS – Viação Garcia-Brasil Sul colocou em operação em fase experimental na Rodoviária de Londrina, Paraná. 

Inédita no setor, a modalidade foi pensada para trazer conforto aos passageiros, evitar aglomerações e agilizar o embarque. 

O serviço já tem nome – Bagagem Fácil – e está disponível inicialmente na Sala VIP da Viação Garcia em Londrina para alguns horários na linha Londrina–São Paulo 

Em breve ele será ofertado para a linha Londrina-Curitiba, e outras localidades também deverão ser beneficiadas futuramente. 

 O vice-presidente do Grupo, Estefano Boiko Junior, afirma que a inovação visa levar boas experiências aos clientes enquanto aguardam pelo embarque, “assim como fizemos com a criação de Salas Vip em algumas rodoviárias dos estados de São Paulo e Paraná”. 

Os dois serviços – Bagagem Fácil e Salas Vip – contam com cadeiras confortáveis, aparelho de TV, água mineral, Wi-Fi, tomadas para aparelhos eletrônicos e mesas de trabalho 

Além disso, ambos seguem protocolos de biossegurança com distanciamento entre cadeiras e disponibilização de álcool em gel. 

Em São Paulo, a empresa disponibiliza o espaço lounge, próximo ao Terminal Barra Funda, com guarda-volumes e banheiros com chuveiros. Funciona como um ponto de apoio para os passageiros que chegam à São Paulo para compras ou reuniões de negócios. 

O Grupo Garcia Brasil Sul (GBS) é formado pela Viação Garcia, Brasil Sul, Princesa do Ivaí e LondriSul, é o maior do setor de transporte rodoviário de passageiros do Sul do País. 

Com sede em Londrina (PR), atende nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, transportando em média 21 milhões de pessoas/ano.  

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Daniel Duarte disse:

    A Garcia deveria pensar num serviço tipo wemobi, nesse ponto ela está dando bobeira, é um nicho que ela ainda não explorou.

    1. CLIVIO CAVALCANTI DE ARAUJO disse:

      Daniel ,
      Este tipo de serviço vai acabar com as empresas de ônibus, isso é prejuízo total que beneficia só um lado
      A conta não fecha

  2. CLIVIO CAVALCANTI DE ARAUJO disse:

    Trabalho em uma empresa de Ônibus a 4 anos e sempre fazemos isso aqui no terminal Tietê.
    Com 30 minutos já iniciamos o despacho das bagagens, até porque o cliente não chega uma hora antes.
    Não existe nada de inédito nisso

    1. Natan Jr. disse:

      Com 30 minutos sim, agora com 1 hora não!

Deixe uma resposta para CLIVIO CAVALCANTI DE ARAUJO Cancelar resposta