Jundiaí propõe à CPTM integrar Expresso Turístico ao Complexo Fepasa

Expresso Turístico CPTM. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Medida depende de adequações nos dois quilômetros de linha férrea que conectam a estação ferroviária, atual local de desembarque, ao Complexo

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Jundiaí propôs à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que o desembarque do expresso turístico deixe de ser na estação ferroviária da cidade, e passe a ser no Complexo Fepasa.

O Complexo tem importância histórica para a cidade, sendo o único patrimônio material do Município com tombamento em nível nacional, com registro no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Já o Expresso Turístico Jundiaí é um passeio realizado com uma locomotiva histórica do século passado. O trajeto é realizado aos sábados, com partida na Estação da Luz chegando à Estação Jundiaí.

O trem segue pela estrada de ferro implantada em 1867 pela antiga SPR (São Paulo Railway Co.), empresa de capital inglês. Essa foi a primeira ferrovia de São Paulo e foi construída para levar, principalmente, o café produzido na região de Jundiaí até o Porto de Santos.

A proposta de integração foi feita diretamente ao presidente da CPTM, Pedro Moro, pelo vice-prefeito Gustavo Martinelli nesta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021, segundo comunicado da prefeitura.

A integração, segundo a prefeitura, faz parte de um planejamento articulado pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC) com a Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT) e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur). O objetivo é integrar o espaço ao fluxo turístico no Município, e depende da CPTM da realização de adequações nos cerca de dois quilômetros de linha férrea que conectam a estação ferroviária ao Complexo Fepasa.

A prefeitura pretende reorganizar o Complexo Fepasa, com a intenção de devolvê-lo ao uso da cidade, de modo conectado ao Centro Histórico.

Na audiência com o presidente da CPTM, o gestor da UGC, Marcelo Peroni, afirmou que além de um Plano Diretor para seu uso aprovado pelos órgãos de proteção, entre outros recursos destinados e prospectados, a prefeitura dispõe de R$ 400 mil aprovados pelo MIT – Municípios de Interesse Turístico. A pretensão é investir esse valor em plataforma de desembarque na ala histórica do Complexo “se a CPTM tiver interesse em estender o percurso do expresso”, disse Peroni.

Pedro Moro prometeu avaliar as questões técnicas e operacionais, mas ressaltou que não vê impeditivos técnicos. “Faremos uma vistoria técnica para, em seguida, podermos retomar as tratativas”, afirmou o presidente da CPTM.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Milka disse:

    Adoro pensar que a qualquer momento o governo se uma com as companhias ferroviárias para que seja retomada as viagens de trem como eram antes, levando as pessoas ao interior e se der até ligando um estado ao outro,podem até dizer que isso é coisa do passado,mas isso é usado em muitos países até hoje, inclusive ligando países uns ao outros.
    Isso funciona muitíssimo bem,ao contrário do que os que estão no poder pensam faria até a economia crescer, porque seria muito mais acessível para um número maior de pessoas realizar passeios inclusive turísticos.
    Tem muito mais a ser falado a respeito desse tema,mas essa medida tomada já é um bom começo.

  2. Eduardo disse:

    A Idéia é muito boa, o complexo faz parte da história das ferrovias na região, as oficinas da antiga CP e FEPASA, o Museu da CP. Deveriam aproveitar e organizar o complexo, as antigas locomotivas da CP e FEPASA estão se deteriorando, poderiam fazer a restauração delas, e tbm abrir as oficinas para visitação.

    A CPTM poderia trabalhar para que o expresso Turístico chegasse até Campinas, a via existente é muito pouco utilizada pela concessão, a Bela Estação de Campinas, está abandonada, seria inclivel o Expresso Turístico chegar até Campinas,

  3. FRANCISCO ANTONIO ROXO SANTOS disse:

    Uma viagem de trem como era tempos atrás, onde se vjajava da LUZ ATÉ PINDORAMA. Um Passeio turístico. Saída da Estação da Luz com um determinado destino. Fazíamos um passeio pela Cidade e a tarde volta.

Deixe uma resposta