Operação da ANTT em Goiânia apreende cinco ônibus por transporte irregular, quatro deles a serviço da Buser

Com apoio da Polícia Militar de Goiás, fiscalização aconteceu nesta terça (9) e quarta-feira (10), e deve permanecer durante o resto da semana em locais diferentes

ALEXANDRE PELEGI

Com apoio da Polícia Militar de Goiás (PMGO), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou uma operação de fiscalização em Goiânia entre esta terça-feira e quarta-feira, 09 e 10 de fevereiro de 2021.

Os agentes se concentraram no entorno do Terminal Rodoviário de Goiânia e nas principais saídas.

O objetivo é combater o transporte clandestino de passageiros por ônibus entre estados.

Até o fim da tarde desta quarta-feira foram apreendidos cinco ônibus que estavam operando em desacordo com a legislação. Além destes, um veículo de linha regular foi retido para regularização, pois estava com um pneu careca. Além disso, foram fiscalizados 25 veículos, tendo sido gerados 23 autos de infração.

A operação prossegue até o final da semana, ainda sem data certa para finalização.

Cada veículo apreendido recebeu multa de R$ 7.500 e as empresas ficaram ainda responsáveis por pagar passagens em empresas regulares para os passageiros que foram obrigados a desembarcar para que pudessem prosseguir viagem.

O coordenador de fiscalização da ANTT, Hugo Leonardo Cunha Rodrigues, disse na terça-feira foram apreendidos três ônibus, e hoje pela manhã mais um. “Esse estava chegando de Cuiabá para Goiânia. Então, nesse caso, ele não vai precisar pagar as passagens, porque o pessoal já estava no destino”, disse o coordenador.

Os ônibus ficam retidos no pátio da agência por cerca de três dias. Nos casos de reincidência o prazo é maior, seis dias, e as empresas proprietárias precisam pagar as multas e apresentar a documentação para a liberação, como os recibos de compra das passagens aos usuários.

Os motoristas recebem, cada um, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) lavrado pela fiscalização da Agência, por se tratar de uma contravenção.

O coordenador da ANTT alerta os passageiros para ter o cuidado de não embarcar em ônibus fora dos terminais rodoviários, evitando utilizar esse tipo de transporte. Ele cita dentre os perigos das viagens clandestinas a ausência do seguro de viagem.

Fotos da operação enviadas pela fiscalização da ANTT / Goiânia

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. JOAO LUIS GARCIA disse:

    Impressionante como os fatos se repetem e não vemos uma definição por parte do poder judiciário em julgar as ações que encontram-se aguardando serem analisadas e julgadas sobre o assunto.
    Infelizmente temos que aguardar o poder judiciário, enquanto isso algumas empresas irregulares perante a ANTT e as agências estaduais continuam a infringir as leis existentes e o pior algumas com liminares expedidas pelo próprio poder judiciário.

  2. DIEGO disse:

    Parabéns a ANTT, tem que chegar junto mesmo nesses piratas do asfalto.

Deixe uma resposta