Estação Santo Amaro, que atende linha 9 da CPTM e linha 5-Lilás de metrô, terá obras neste final de semana

Passageiros não serão afetados. Passarela existente será ampliada para expandir interligação entre os dois serviços metroferroviários. Obra é de responsabilidade da ViaMobilidade

ALEXANDRE PELEGI

A concessionária ViaMobilidade, que opera a Linha 5-Lilás de metrô de São Paulo, realizará obras entre as 23h deste sábado, 6 de fevereiro, e 4h40 de segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021, na Estação Santo Amaro.

A Estação atende tanto à Linha 5-Lilás, como à Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O passageiro da CPTM não será afetado.

Os serviços consistem no içamento de estruturas metálicas sobre uma das vias férreas da estação para a construção de uma nova passarela.

A ampliação da passarela existente permitirá aos passageiros da Linha 5 de Metrô uma nova interligação com a Linha 9 da CPTM percorrendo uma menor distância na integração dos dois sistemas de trilhos na integração.

A obras faz parte do projeto de requalificação do local.

A ViaMobilidade informa ainda que além da ampliação da passarela ligando os dois sistemas, construirá uma nova passagem para o fluxo das cerca de 100 mil pessoas por dia (período anterior à pandemia), e instalará mais 4 elevadores e 8 escadas rolantes.

O cronograma do projeto da requalificação da Estação Santo Amaro, segundo a ViaMobilidade, inclui a ampliação em 7 metros das plataformas de embarque e desembarque da estação.

No total, serão construídos 4.000 m² de área.

Esta é a maior obra prevista no contrato de concessão da Linha 5-Lilás, e será fundamental para melhorar a infraestrutura da área de transferência com a CPTM.

O processo tem previsão para ser concluído em um prazo de 24 meses.

O movimento das linhas não será afetado em nenhum momento.

Apenas trecho da Ciclovia da Marginal Pinheiros poderá ser interditado pontualmente para ciclistas.

Ao final da obra, a estação contará ainda com um novo conjunto de bilheterias e com a substituição dos bloqueios de integração por câmeras de contagem, compatíveis com os já existentes.

As salas operacionais da estação da Linha 9-Esmeralda serão remanejadas para um outro local, facilitando a circulação de passageiros.

O investimento para a realização dos serviços está inserido no montante previsto de R$ 3 bilhões ao longo dos 20 anos de concessão.

Veja como a Estação Santo Amaro deverá ficar após as obras da ViaMobilidade:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta