Prazo para cidades de Goiás apresentarem plano emergencial do transporte se encerra nesta sexta (05)

Cidades que não apresentarem um plano, concordam automaticamente com a proposta do Estado. Foto: Victor Hugo Ferreira Soares/Ônibus Brasil.

Até o momento, somente Goiânia realizou a apresentação do seu plano

WILLIAN MOREIRA

O prazo para as cidades de Goiás apresentarem um plano emergencial para o transporte coletivo se encerra nesta sexta-feira, 05 de fevereiro de 2021.

A informação foi divulgada pelo presidente da CMTC (Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos), Murilo Ulhôa. Em coletiva de imprensa, o executivo comentou sobre o andamento da apresentação dos prazos de planos emergenciais voltados ao transporte coletivo no âmbito municipal e estadual. Além disso, Ulhôa ressaltou que apenas Goiânia fez isto até a presente data.

O presidente tem a expectativa de antes do final do prazo, que é às 23h59 desta sexta (05), outras cidades apresentem. Caso isso não ocorra, os municípios que não fizerem a apresentação estarão de forma automática concordando com o plano definido pelo Governo do Estado.

A elaboração de um Plano Emergencial foi pedido pela 6ª Vara da Fazenda Pública, ao determinar que tanto as prefeituras como governo estadual buscassem dar uma sustentabilidade ao sistema que foi gravemente afetado de forma financeira pela crise do coronavírus, com queda na demanda e na arrecadação.

A medida é paliativa, já que deve durar por um tempo específico enquanto são estudadas novas modalidades de operação do sistema da capital, cidades do entorno e o transporte intermunicipal.

As propostas não serão selecionadas pela CMTC, mas sim pela justiça que terá em mãos todos os planos recebidos.

Murilo Ulhôa espera que depois da aprovação uma nova discussão do tema seja feita para alcançar uma solução definitiva.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta