Garagem de Londres se torna ‘usina de energia virtual’ com 28 ônibus elétricos da BYD/ADL

default

Tecnologia V2G permite que a energia armazenada na bateria de um ônibus elétrico seja enviada de volta à rede

ALEXANDRE PELEGI

Uma garagem no norte de Londres está para se tornar uma ‘usina de energia virtual’, gerando eletricidade a partir dos ônibus elétricos quando estes não estiverem em uso.

A garagem Northumberland Park, da operadora Go-Ahead de Londres, passou por uma transformação para receber quase 100 novos ônibus elétricos de emissão zero, tornando-se uma das maiores instalações desse tipo de veículo na Europa.

O projeto, denominado Bus2Grid, é considerado o maior local de teste de “veículo para rede” (V2G, sigla em inglês para Vehicle to Grid) do mundo.

A tecnologia V2G permite que a energia armazenada na bateria de um veículo elétrico seja enviada de volta à rede elétrica. Ao recarregar quando a demanda é baixa e colocar energia na rede quando ela é alta, o V2G ajuda a gerenciar os altos e baixos, equilibrar a rede e torná-la mais eficiente.

Para se ter ideia da importância desse projeto, se toda a frota de ônibus de Londres de cerca de 9.000 veículos fosse convertida com a tecnologia usada no projeto Bus2Grid, teoricamente poderia fornecer energia suficiente para abastecer mais de 150.000 residências.

Os ônibus são recarregados durante a noite quando a demanda de energia é baixa e as tarifas mais baratas, com eletricidade realimentada na rede quando a demanda é alta.

Ônibus são recarregados durante a noite quando a demanda de energia é baixa e as tarifas mais baratas

A BYD participa deste que é o primeiro projeto de Bus2Grid do mundo, e que será ativado no verão europeu de 2021.

Isso porque a BYD UK, por meio de sua parceria com a tradicional encarroçadora Alexander Dennis Ltd. (ADL), está fornecendo 28 ônibus elétricos BYD ADL Enviro 400EV de dois andares para a garagem. Os ônibus, usando tecnologia inteligente, fornecerão carga bidirecional capaz de alimentar a rede elétrica.

Em comunicado à imprensa especializado, a BYD afirma que “o projeto representa uma contribuição notável do setor de ônibus para o compromisso do governo do Reino Unido de fornecer emissões ‘líquidas zero’ de gases de efeito estufa até 2050”.

Os 28 ônibus V2G da BYD-ADL farão parte de uma frota total de 120 veículos elétricos, que tornarão a Go-Ahead Londres a maior garagem de ônibus elétricos do Reino Unido, com capacidade de carga noturna em Northumberland Park.

Embora as atuais restrições de bloqueio devido à COVID-19 impeçam a definição de uma data de ‘ativação’, o projeto Bus2Grid está se preparado para o início das operações no verão europeu de 2021.

Ao lado de seus parceiros, a BYD foi responsável pela instalação da nova infraestrutura ‘Vehicle-2-Grid’ (V2G) e é a primeira empresa no setor de veículos comerciais a fornecer tecnologia de descarga de alta potência com capacidade V2G para ônibus elétricos.

O consórcio Bus2Grid é liderado pelo provedor de energia SSE Enterprise em parceria com a BYD Europe, UK Power Networks e Leeds University.

O financiamento para o projeto vem do governo do Reino Unido por meio de seu parceiro Innovate UK. O suporte adicional vem do provedor de tecnologia Origami and Transport for London. Este consórcio reflete uma excelente cooperação entre a indústria automotiva, empresas de energia e a academia para trazer a tecnologia V2G para o transporte público.

Kevin Welstead, diretor do Setor EV da SSE Enterprise, afirmou que ao fazer um progresso real na descarbonização do transporte e atingir as metas de mudança climática, “precisamos otimizar a flexibilidade existente dentro do sistema de energia”.

O desenvolvimento de uma infraestrutura de carregamento que opere em duas direções, para que as baterias possam dar retorno e receber da rede é uma parte importante disso. Entregar o projeto Bus2Grid é o próximo passo natural no uso de tecnologia inteligente para tornar a cobrança bidirecional uma realidade para os usuários de ônibus de hoje”, finalizou.

Os 28 ônibus de dois andares BYD-ADL do projeto Bus2Grid são parte de um pedido de frota maior da Go-Ahead Londres, entregue em 2020, compreendendo 49 modelos de dois andares Enviro 400EV. Existem agora mais de 500 ônibus totalmente elétricos BYD ADL entregues ou encomendados por operadoras em todo o Reino Unido, até o momento registrando mais de 16 milhões de milhas livres de emissões desde 2015.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

Comentários

  1. Fabrício disse:

    Usina que não gera energia, convenhamos isso é tosco? O termo correto seria funcionar como uma imensa bateria.

Deixe uma resposta