Marcopolo diz que frota de ônibus elétricos e híbridos vai chegar a 770 até 2022 com carrocerias da marca

Modelo de 22 metros que será empregado no sistema de São José dos Campos (SP)

Número leva em conta as 370 unidades em circulação e outras 400 previstas para a América Latina

ADAMO BAZANI

A Marcopolo anunciou que até 2022 a frota de ônibus elétricos e híbridos com carroceria da marca deve chegar a 770 unidades.

O número leva em conta 370 veículos elétricos e híbridos já em circulação e mais 400 previstos para serem inseridos em sistemas latino americanos.

Entre os países que já possuem ônibus elétricos ou híbridos com carroceria Marcopolo estão Argentina, Austrália e Índia. No Brasil, são 75 veículos.

Um dos modelos destacados pela empresa é o ônibus de 22 metros que, em parceria com a BYD, deve ser fornecido para o sistema de São José dos Campos, no interior paulista.

Outra aposta da marca são os modelos com carregamento de oportunidade, que são os veículos que possuem baterias menores e, além da carga na garagem, fazem rápidas recargas no meio da linha, como em terminas ou paradas de grande demanda, como explica o gerente de Engenharia de Planejamento e Produto da Marcopolo, João Magnabosco, por meio de nota.

“O transporte coletivo apresenta vantagens para a introdução de ônibus com propulsão elétrica uma vez que opera em sistema de “arranca e para” – com um sistema de carregamento mais fácil e frequente, é possível equipá-los com baterias suficientes sem ocupar muito espaço ou tornar o veículo pesado”

A empresa também informou em nota que  “a divisão de inovação da Marcopolo, Marcopolo Next, anunciou, junto a Secretaria de Trânsito, Transporte e Mobilidade de Caxias do Sul (RS), a implantação do Caxias Mobility Lab, para operar o primeiro sistema de mobilidade elétrica da cidade, com um ônibus elétrico integrado à infraestrutura de carregamento e monitorado 24 horas. O sistema está em período de testes, que devem ser concluídos no primeiro semestre de 2021.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ismael Junior disse:

    Ah se o Expresso Tiradentes paulistano tivesse veículos como o da foto…

Deixe uma resposta