Greve no BRT Rio paralisa todos os corredores e estações nesta segunda (01)

BRT Rio de Janeiro

Concessionária diz que está sem recursos para pagar segunda parcela do salário de janeiro na próxima sexta (05). Ônibus comuns funcionam normalmente

ADAMO BAZANI

Greve no BRT do Rio de Janeiro prejudica na manhã desta segunda-feira, 01º de fevereiro de 2021, passageiros que dependem dos serviços nos corredores que formam o sistema: Transoeste, Transcarioca e Transolímpica.

Terminais e estações amanheceram fechados.

Já os ônibus comuns funcionam normalmente até o momento.

No último sábado, 30 de janeiro de 2021, o Consórcio BRT Rio, que é formado pelas empresas de ônibus responsáveis pela operação, informou por meio de nota que não tem dinheiro para pagar a segunda parcela do salário de janeiro aos funcionários, conforme prometido.

Além disso, a concessionária alega que está sem recursos até mesmo para a compra de insumos, como combustível.

Segundo o BRT Rio, foi registrada por causa da pandemia de covid-19, uma queda de até 75% no número de passageiros. Atualmente esse índice está na faixa de 45% em relação ao período anterior à covid-19.

A perda de receita entre março de 2020 e janeiro de 2021 atingiu R$ 200 milhões, segundo a concessionária.

NÚMEROS BRT

– Funcionários: 1.900

– Frota atual: 298

– Frota em condições de operação: 200

– Custo aproximado para recuperação da frota inoperante: R$ 10 milhões (levando-se em conta o custo de R$ 100 mil/veículo)

– Total de estações e terminais: 134

– Estações que seguem fechadas: 48 (20 delas no eixo da Cesário de Melo, por determinação da Prefeitura, em 2018, por falta de segurança)

– Estações reinauguradas ou reformadas: 36

– Perda de receita: R$ 200 milhões (março 2020 a janeiro 2021)

– Passageiros/dia: hoje, cerca de 170 mil, contra 330 mil (pré-pandemia)

– Queda média de 43% no número de passageiros

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Leila disse:

    E Preciso acabar com os Calotes e muitosss em todas as estações tem calotes tanto homem como Mulher e ainda quer ir sentados ai prejudica quem paga Passagem isso tem que ACABAR

  2. Ester Rodrigues disse:

    Dizer que está sem dinheiro é complicado, ando de brt todos os dias e ele so anda lotado . O que diminuiu não foi o os passageiros foi a frota.

  3. Rodolpho Antonio da Silva disse:

    Tem que punir os marginais que destroem as estações e os onibus.

  4. Renato Fonseca da Silva disse:

    o Brt deveria abrir concorrência para empresas de segurança e colocar agentes a fim de evitar a grande demanda de
    pessoas que NÃO PAGAM passagem. Seria um investimento com retorno, pois diminuiria depredação de plataformas
    e aumentaria o numero de pagantes.

Deixe uma resposta