Doria vai amenizar restrições do Plano São Paulo com anúncio na quarta (03)

Doria em coletiva nesta segunda-feira (01)

Deve haver permissões maiores de horários e funcionamento de atividades econômicas se índices relacionados à covid-19 continuarem recuando

ADAMO BAZANI

Colaborou Willian Moreira

O governador de São Paulo, João Doria, disse em entrevista coletiva no início da tarde desta segunda-feira, 01º de fevereiro de 2021, que na próxima quarta-feira (03) vai anunciar mudanças nas restrições do Plano de São Paulo de quarentena, que devem se tornar mais brandas.

De acordo com Doria, o assunto já é debatido nas equipes de Saúde e Economia, com a possível flexibilização, porém, com a manutenção de medidas restritivas.

Entre as medidas que devem ser anunciadas, está a suspensão da fase vermelha aos fins de semana e das 22h às 06h

Segundo o governador, as alterações, em especial nos horários de funcionamento vão depender de os índices relacionados à covid-19 continuarem recuando

“Na próxima quarta-feira o Governo do Estado de São Paulo vai anunciar mudanças nas medidas de restrição complementares do Plano São Paulo. Com duas semanas consecutivas de retração do número de internações e caso este cenário se mantenha em queda, na próxima quarta-feira, 3 de fevereiro, vamos anunciar medidas de suspensão das restrições impostas pelo Plano São Paulo relativas aos horários de funcionamento do comércio, shoppings, bares e restaurantes inclusive aos finais de semana. Mas é fundamental que a população, os empresários, os empreendedores, a opinião pública e a própria imprensa, sigam a orientação e nos ajudem na vigilância para conquistarmos este tento sem colocar em risco a vida das pessoas no Estado de São Paulo.” – disse Doria.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, houve melhorias nos índices em regiões como Grande São Paulo, Baixada Santista e Barretos. Entretanto, houuve piora em internações e óbitos em Bauru e região.

Por causa do crescimento em contágios, internações e óbitos no início do ano, o governo do Estado suspendeu a fase amarela e deixou regiões na fase laranja ou na fase vermelha.

Em todo o Estado, aos fins de semana e em dias úteis das 20h às 06h, a fase vermelha passou a vigorar.

As mudanças também interferiram na demanda de ônibus, trens e metrôs.

Na capital paulista, as frotas não tiveram grandes alterações, mas em diversas cidades, o número de ônibus em circulação foi reduzido.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira, em colaboração especial para o Diário do Transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luis Carlos da Silva disse:

    O transporte público também deve voltar ao normal.
    Com 100% da frota de ônibus.
    Não estou vendo nenhum comentário a esse respeito!

  2. Rodrigo Zika disse:

    Claro que via voltar, fecha comício e não impede bailes funks e festas de ricos, uma piada.

  3. JOSÉ LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Doria …TIME TO GO!

Deixe uma resposta