Greve de ônibus em Teresina termina após prefeitura confirmar de novo R$ 600 mil para tickets

Ônibus em Teresina

Salários atrasados e plano de saúde ainda continuam sendo debatidos

ADAMO BAZANI

Os motoristas e demais funcionários do sistema de transportes de Teresina decidiram no início da tarde desta quarta-feira, 27 de janeiro de 2021, terminar a greve e voltar ao trabalho.

Numa reunião entre trabalhadores e a STrans (Superintendência de Transporte e Trânsito de Teresina), a prefeitura decidiu novamente liberar R$ 600 mil para o pagamento dos tickets alimentação que estavam em atraso por parte das empresas, que depois vão repor o dinheiro para os cofres públicos.

Os R$ 600 mil foram uma novela nestas negociações.

Na segunda-feira (25), primeiro dia de greve, a prefeitura repassou o dinheiro para as empresas de ônibus com a condição de a paralisação ser encerrada.

Mas como na terça-feira (26), a greve continuava, a prefeitura anunciou que pegaria o dinheiro de volta.

Aí, nesta quarta-feira, diante da possibilidade, os trabalhadores decidiram voltar.

Outras questões como plano de Saúde e salários atrasados (os motoristas dizem que estão recebendo um salário mínimo por mês) continuam sendo negociadas entre o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut) e o Sintetro, que representa legalmente os trabalhadores.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta