Funcionários da Falcão Real fazem protesto em Salvador contra atrasos nos salários nesta quarta (27)

Ônibus destruídos em incêndio no sábado (23)

Grupo diz que está sem receber desde março de 2020; empresa teve 12 ônibus destruídos em incêndio que está sendo apurado pela Polícia Civil

ADAMO BAZANI

Um grupo de funcionários da empresa Falcão Real realizou um protesto na manhã desta quarta-feira, 27 de janeiro de 2021, nas imediações da rodoviária de Salvador.

Os trabalhadores alegam que estão sem receber regularmente desde março de 2020, quando o Ministério da Saúde reconheceu a chegada da pandemia de covid-19 no Brasil.

Segundo o jornal A Tarde, em protesto, os funcionários bloquearam a saída com madeira e demais obstáculos.

No último sábado (23), 12 ônibus foram destruídos em um incêndio que acometeu a garagem nas proximidades da rodoviária.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Agerba, agência reguladora do Estado da Bahia, concedeu em dezembro linhas rodoviárias que eram operadas pela Falcão Real e São Luiz às empresas Rota e Transoares em Juazeiro e Jacobina.

O grupo chegou a conseguir na Justiça novamente o direito de operar, mas a liminar foi derrubada pela Rota, permanecendo assim em vigor a medida da Agerba.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/12/12/nova-decisao-judicial-permite-rota-e-transoares-operarem-em-juazeiro-e-jacobina/

A Falcão Real e a São Luiz disseram ao longo do processo que foram afetadas pela pandemia de covid-19 e pela medida do governo do Estado da Bahia que suspendeu em grande parte de 2020 as ligações rodoviárias para evitar a propagação do novo coronavírus.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta