Empresas de ônibus cobram Doria sobre cronograma de vacinação contra covid-19 para motoristas e demais funcionários

Empresas e empregados dizem que transporte coletivo expõe profissionais

Ministério da Saúde definiu que trabalhadores em transportes coletivos estão entre grupos prioritários, mas nem Governo Federal e nem Estados definiram datas

ADAMO BAZANI

As empresas de ônibus do Estado de São Paulo querem que a gestão do governador João Doria sinalize datas e cronogramas para vacinação contra covid-19 para motoristas e demais funcionários dos transportes coletivos.

Como mostrou o Diário do Transporte, em 18 de janeiro de 2021, o Minfra (Ministério da Infraestrutura), por meio de nota, informou que o MS (Ministério da Saúde) colocou os profissionais de transportes, tanto de cargas como de passageiros, nos grupos prioritários, incluindo trabalhadores de áreas administrativas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/01/18/profissionais-dos-transportes-sao-incluidos-de-forma-oficial-na-lista-de-prioridades-de-vacinacao-contra-a-covid-19-diz-minfra/

Nesta terça-feira, 26 de janeiro de 2021, a Fetpesp (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo) encaminhou ofício ao governador Doria pedindo “informações complementares sobre os cronogramas e datas da vacinação”

O documento é assinado pelo presidente da entidade, Mauro Artur Herszkowicz, que justifica o pedido para planejar as escalas dos trabalhadores e a logística das imunizações dos funcionários.

“Desta forma solicitamos informações complementares sobre os cronogramas e datas da vacinação para nosso planejamento com os trabalhadores e definirmos toda a logística para que seja o mais eficiente possível.”

A Fetpesp reúne as empresas de ônibus de linhas regulares, sejam urbanas, metropolitanas, suburbanas e rodoviárias.

O Ministério da Saúde, responsável pelo PNI – Programa Nacional de Imunização informou ao Diário do Transporte no dia da divulgação ds grupos prioritáros que não havia datas previstas, mas disse que estados e municípios terão autonomia para determinar quais grupos devem ser vacinados antes contra a covid-19, o que inclui os trabalhadores em transportes.

“A pasta orienta que seja seguido o Plano de Operacionalização, entretanto, cabe ressaltar que o SUS é tripartite e, portanto, estados e municípios têm autonomia para estabelecerem a ordem de vacinação dentro das peculiaridades de cada localidade.” , diz parte da nota.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/01/20/ministerio-da-saude-ms-diz-que-estados-e-municipios-tem-autonomia-para-definir-ordem-de-vacinacao-de-grupos-prioritarios-como-para-trabalhadores-dos-transportes/

Na ocasião, o governo do Estado foi procurado pelo Diário do Transporte, mas não houve nenhuma resposta formal.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta