Apesar de fases laranja e vermelha na capital, frota de ônibus continuará a mesma, diz SPTrans (São Paulo Transporte)

estão operando 11.308 ônibus, o que representa 88,25% em média da frota de antes da pandemia, enquanto que a quantidade de passageiros está em 60% em comparação ao período anterior à covid-19.

Segundo gerenciadora dos transportes da cidade, não há previsão de alterações também no funcionamento dos terminais

ADAMO BAZANI

Começou nesta segunda-feira, 25 de janeiro de 2021, a nova reclassificação das fases da quarentena contra a covid-19, mas na cidade de São Paulo, por ser feriado, apenas nesta terça-feira (26) é o primeiro dia útil das novas regras.

Muita gente perguntou à reportagem como vai ser o transporte coletivo na cidade de São Paulo.

Em resposta ao Diário do Transporte, a SPTrans (São Paulo Transporte), que gerencia o sistema de mobilidade da cidade, explicou que mesmo com a mudança de fases, que restringe a circulação e as atividades econômicas, não há previsão de alteração na frota de ônibus prestando serviços.

A cidade de São Paulo estava na fase amarela, mas devido ao avanço da covid-19, o governo do Estado, fez na última sexta-feira uma reclassificação. A capital e mais 38 cidades da região metropolitana seguem até o dia 07 de fevereiro de 2021 o seguinte esquema: nos dias úteis, das 06h às 20h, a região fica na fase laranja e das 20h às 06h nos dias úteis e nos finais de semana em período integral, a Grande São Paulo vai para a fase vermelha, na qual só funcionam atividades essenciais, entre as quais, o transporte coletivo (ônibus, trens, metrô e monotrilho).

A SPTrans também informou que também não está prevista alteração no funcionamento dos terminais.

Atualmente, segundo a gerenciadora, estão operando 11.308 ônibus, o que representa 88,25% em média da frota de antes da pandemia, enquanto que a quantidade de passageiros está em 60% em comparação ao período anterior à covid-19.

Veja a nota completa da SPTrans:

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informa que não há previsão de alterações na frota de ônibus ou no funcionamento dos terminais municipais. Atualmente, o Sistema de Transporte Coletivo Municipal opera com 11.308 veículos, o que representa 88,25% da frota operacional nos dias úteis pré-pandemia, enquanto a demanda de passageiros é da ordem de 60%.

Os terminais seguem abertos durante 24 horas, enquanto suas bilheterias funcionam entre 6h e 22h.

Desde o início da quarentena, a Prefeitura manteve a frota de ônibus operando em níveis acima da demanda apresentada e que acompanha em tempo real a operação do transporte público e realiza os ajustes sempre que constatada a necessidade.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta