Sergipe entrega 24 novos ônibus escolares

Veículos 0km possuem acessibilidade e outros itens de segurança. Foto: Divulgação / Governo do Estado do Sergipe.

Veículos serão destinados a atender 19 municípios

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado do Sergipe, por meio da Seduc (Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura), realizou nesta semana a entrega de 24 novos ônibus escolares para atender 19 cidades. A entrega é fruto de um investimento de R$ 5.950.800.

Segundo um levantamento da Seduc, estes veículos vão beneficiar 2.800 alunos da rede municipal e estadual de ensino, nos deslocamentos até as escolas.

Os veículos são modelo VW 15.190 ODR – ORE 3, com carroceria Marcopolo Senior Midi. Possuem câmera de ré, sensor sonoro, tração 4×2 e adaptação para pessoas com deficiência.

Foram entregues por meio de Termo de Compromisso entre o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), pelo programa Caminho da Escola, e a Secretaria de Educação. A capacidade é de 59 passageiros cada um.

As 19 localidades que receberam os ônibus são Laranjeiras, São Cristóvão, Salgado, Propriá, Indiaroba, Itabaianinha, Umbaúba, Porto da Folha, Riachuelo, Riachão do Dantas, Aquidabã, Nossa Senhora das Dores, Jopoatã, Telha, Poço Verde, Itaporanga D’Ájuda, São Francisco, Pedra Mole e Pedrinhas.

O secretário estadual da Educação, Josué Modesto, disse em nota divulgada para a imprensa que esses veículos aumentam a estrutura de transporte nestas cidades para os alunos retornarem as aulas presenciais, previstas para março.

“Esses veículos aumentam a capacidade de transporte dos municípios. Em março teremos o início do ano letivo, provavelmente de forma híbrida, combinando alguma atividade presencial. Lembro que 2020 foi um ano muito difícil e de grande transformação para a Secretaria de Educação, para todas as nossas redes de desenvolvimento de talento dos nossos professores, eles que tiveram de transformar o modo tradicional de ministrar aulas para a utilização de meios tecnológicos de comunicação ou mesmo de meios mais convencionais, como a distribuição de material impresso. Provavelmente, o ano de 2021 começará assim até que os efeitos da vacinação em massa sejam sentidos ou que a pandemia tenha um controle”, disse o secretário.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta