Rodoviários de Feira de Santana (BA) voltam ao trabalho após greve de advertência

Rosa Turismo, uma das duas operadoras do transporte local. Foto: Marcio Alves Pimentel / Ônibus Brasil

Paralisação nesta quinta (21) deixou cidade da Bahia sem ônibus

ALEXANDRE PELEGI

Os rodoviários de Feira de Santana, cidade do interior da Bahia, decidiram retornar ao trabalho na manhã desta sexta-feira, 22 de janeiro de 2021.

Os trabalhadores do transporte coletivo do município cruzaram os braços numa paralisação de advertência na quinta-feira (21) em protesto ao atraso do salário quinzenal.

A Prefeitura foi obrigada a acionar vans e micro-ônibus do Sistema de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC) para atender a população.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Feira de Santana (Sintrafs), José de Souza, disse em entrevista a uma emissora de rádio local que a categoria fez a greve de advertência após ter sido surpreendida quando o pagamento não saiu.

“Estávamos flexibilizando isso desde setembro, mas desta vez não recebemos nenhum comunicado de que não haveria pagamento”, disse o sindicalista.

Houve a promessa de que os salários serão pagos na próxima segunda-feira (25).

Caso isso não ocorra, a categoria admitiu que deve parar novamente as atividades, mas desta vez por tempo indeterminado.

O transporte local é servido por duas empresas: a Rosa Turismo e o Grupo São João, este último com sede na região de Sorocaba, em São Paulo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta