Biden assina decreto que obriga uso de máscara em ônibus, trens, aviões e navios

Ônibus da Greyhound, uma das maiores empresas rodoviárias do mundo

Obrigatoriedade se estende para rodoviárias, aeroportos, estações e portos e é uma das medidas para conter o avanço da covid-19 nos EUA. Testagem será obrigatória para quem chegar de outros países

ADAMO BAZANI

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, cumpriu nesta quinta-feira, 21 de janeiro de 2021, e decretou a obrigatoriedade do uso de máscaras  em ônibus intermunicipais e interestaduais, trens, aviões e navios.

Também passa a ser obrigatório que os passageiros e funcionários das empresas de transportes usem máscaras em rodoviárias, aeroportos, estações e portos.

Muitas companhias aéreas e de ônibus de longa distância já pediam o uso da máscara para os passageiros, mas reivindicavam que houvesse uma norma federal para terem uma segurança jurídica, o que tinha sido ignorado pelo ex-presidente Donald Trump.

O “The Washington Post” revelou relatórios de segurança protocolados junto ao governo federal que mostram comissários de bordo sendo repetidamente insultados e agredidos verbalmente por passageiros, incluindo alguns que chamaram o vírus de uma “farsa política”.

Funcionários de empresas de ônibus e sistemas de ferrovias também foram hostilizados.

Greyhound em seu site, mesmo antes da determinação de Biden, ainda na gestão de Trump, já falava sobre a necessidade de uso em máscara nas viagens

Em nota da Casa Branca, Biden disse que a medida faz parte de uma série de ações de um enfrentamento sério que o governo terá à covid-19.

Os Estados Unidos registram o maior número de mortes no mundo, com 405 mil pessoas que perderam a vida por causa do novo coronavírus.

Biden disse que os piores dias da pandemia ainda virão nos EUA

“Eu prometo, como presidente, que vou contar a verdade. E a verdade é que nossos piores dias estão à nossa frente, não atrás de nós. Então temos que nos preparar. Temos que ter determinação pra bater esse vírus”

Outro decreto relacionado aos transportes é que só poderão embarcar de qualquer país para os Estados Unidos se realizarem testes com resultado negativo para a covid-19.

Também será obrigatória uma quarentena ao chegar no país, mesmo com o resultado negativo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta