Trabalhadores do transporte coletivo de Conselheiro Lafaiete (MG) podem parar novamente na segunda-feira (11)

Categoria entrou em estado de greve no dia 07 de janeiro de 2021. Viação Presidente passa por grave crise financeira

ALEXANDRE PELEGI

Após uma greve encerrada no início de dezembro de 2020, os trabalhadores da Viação Presidente, em Conselheiro Lafaiete, Minas Gerais, podem paralisar novamente o transporte coletivo nesta segunda-feira, 11 de janeiro de 2021.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Conselheiro Lafaiete (Sinttrocol) anunciou na última quinta-feira (7) que a categoria entrou em estado de greve e deve novamente cruzar os braços. O estado de greve foi aprovado em assembleia na quarta-feira (6) à tarde.

Como de outras vezes, a paralisação se dará pelo não cumprimento de obrigações trabalhistas, como um provável corte no plano de saúde dos rodoviários, além de novos atrasos nos tickets de refeição.

Na greve anterior, encerrada em 2 de dezembro de 2020, a categoria queixava-se de não receber os salários dos meses de junho e julho. A Viação Presidente alegou dificuldades financeiras causadas pela pandemia.

A situação no transporte urbano é recorrente na cidade. Os trabalhadores cruzaram os braços em 29 de julho de 2020 cobrando o pagamento de salários atrasados.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/07/29/transporte-coletivo-de-conselheiro-lafaiete-mg-entra-em-greve/

Por sua vez, a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete anunciou que pretende realizar uma nova licitação em 2021 para contratar uma empresa que ofereça um melhor serviço de transporte coletivo. A contratação de uma nova empresa em caráter emergencial não está descartada.

Já a Câmara Municipal, em sessão realizada na terça-feira passada (5), decidiu realizar uma Audiência Pública para discutir a situação do transporte coletivo. O encontro foi agendado para o dia 26/01, às 16h.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta