Prefeito de Cuiabá (MT) anuncia 111 novos ônibus para transporte coletivo

Cada empresa assinou termo de responsabilidade com a Prefeitura. Foto: Divulgação / Luiz Alves.

Segundo Emanuel Pinheiro, veículos devem ser entregues até 31 de maio

JESSICA MARQUES

O prefeito de Cuiabá, no Mato Grosso, Emanuel Pinheiro, anunciou 111 novos ônibus para o transporte coletivo até 31 de maio de 2021.

Além disso, Pinheiro afirmou ainda que a cidade contará também com mais 90 veículos com ar-condicionado para o transporte público até a data.

Com isso, segundo o prefeito, Cuiabá será uma das primeiras capitais brasileiras a ter 50% dos ônibus em circulação totalmente climatizados.

O chefe do Executivo explicou que, atualmente, a capital conta com 382 ônibus atendendo os bairros das quatro regiões da cidade. Com o processo de modernização iniciado, 201 veículos deverão ser climatizados.

Ainda conforme explicado por Pinheiro, o planejamento é de que, em 2022, esse número suba para 75% e, nos anos seguintes, 100% da frota seja alcançada. Além disso, a idade média dos veículos também será reduzida para 4,5 anos.

“Nos comprometemos a entregar, até junho, 50% da frota climatizada. No entanto, não vamos nem deixar chegar esse prazo. No dia 31 de maio, já quero que isso esteja em funcionamento. Cada empresa assinou essa responsabilidade, que deve ser cumprida em curto prazo. Temos essa prioridade com o cidadão. É um processo de modernização que inicia pela renovação da frota, com veículos zero-quilômetro”, explicou.

LICITAÇÃO

A Prefeitura ressaltou, em nota, que a renovação só será possível graças ao destravamento do processo licitatório, que há mais de 20 anos não ocorria. “Por meio do certame, novas responsabilidades foram atribuídas às empresas, entre elas estão a redução na idade média e climatização dos veículos. Também está em andamento o trabalho de melhoria nos abrigos de embarque e desembarque de passageiros”.

Durante o anúncio, o prefeito destacou que esse é o principal motivo de não ter aceitado a solicitação do Governo do Estado de Mato Grosso para que a Prefeitura de Cuiabá suspendesse a renovação de frota dos ônibus do transporte coletivo municipal. Para Pinheiro, esse é um pedido totalmente inviável, pois prejudica diretamente a população, impedindo de promover uma mudança completa no transporte coletivo.

“Nosso plano de transformação dessa realidade já está pronto para ser executado. Então, não há essa possibilidade de atender um pedido do Estado, que tem como base uma decisão unilateral de seu comandante na troca do VLT pelo BRT. Não vamos atender isso e isso está decidido. O que vamos fazer é dar início na consolidação desse período de respeito, conforto e modernização do transporte que o cidadão merece”, argumentou.

MERCADO

Esse foi o segundo grande anúncio do ano para a compra de um grande lote de ônibus para o transporte coletivo. O Governo do Espírito Santo anunciou nesta semana a compra de 200 ônibus para o Transcol no primeiro semestre de 2021.

Relembre: ES anuncia compra de 200 ônibus para o Transcol no primeiro semestre de 2021

A produção de ônibus no Brasil fechou 2020 com uma queda de 33,5%, segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

A maior esperança do setor para o ano de 2021 está no Caminho da Escola, programa do Governo Federal tem como objetivo renovar, padronizar e ampliar a frota de veículos escolares no país.

Relembre: Produção de ônibus fecha 2020 com queda de 33,5%, segundo Anfavea

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta