Rodoviários da Grande Vitória fazem protesto no centro da capital pela volta de cobradores

Ônibus foram parados nas proximidades da sede do Governo do Estado

ADAMO BAZANI

Funcionário do sistema Transcol, da Grande Vitória, iniciaram na manhã desta terça-feira, 05 de janeiro de 2021, uma manifestação no centro da capital.

O motivo é que os trabalhadores querem o retorno dos cobradores, que estão suspensos da função desde maio de 2020.

De acordo com informações do jornal A Gazeta, o grupo seguiu em passeata desde a Praça Jucutuquara até o Palácio Anchieta, sede do Governo Estadual.

Ônibus foram paralisados em vias Jerônimo Monteiro e Getúlio Vargas, ocupando em alguns trechos duas faixas.

Apenas carros e veículos de carga podem passar e há registro de lentidão.

Como mostrou o Diário do Transporte, nesta segunda-feira, 04 de janeiro de 2021, o Sindirodoviários, sindicato da categoria, impediu a saída de coletivos sem cobradores, circulando apenas os ônibus com ar-condicionado, que possuem os profissionais.

A paralisação foi suspensa na segunda-feira, após a Justiça do Trabalho classificar o ato como prejudicial por aumentar os riscos de contágio e transmissão do coronavírus.

O Sindrodoviários foi notificado da decisão no final da manhã e determinou a saída dos coletivos para a operação em suas respectivas linhas.

Os trabalhadores pedem a volta dos cobradores ao sistema. Estes profissionais estão sem trabalhar no posto desde maio de 2020 por causa da pandemia de covid-19 que suspendeu o pagamento em dinheiro.

Com o fim do programa do Governo Federal de afastamento do trabalho com complementação dos salários com recursos da União, os cobradores deveriam estar sendo aproveitados em outras funções, mas de acordo com a categoria, não há vagas para todos os trabalhadores.

O protesto afetou as empresas Praia Sol, Unimar, Serrana e Satélite

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta