Comec inicia construção de dois terminais de ônibus em 2021, na Região Metropolitana de Curitiba (PR)

Ao todo, deverão ser investidos cerca de R$ 15 milhões. Foto: Divulgação.

Obras serão para o Afonso Pena, em São José dos Pinhais, e Piraquara

JESSICA MARQUES

A Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), no Paraná, informou que vai iniciar a construção de dois terminais de ônibus em 2021.

As obras serão nos futuros terminais de ônibus Afonso Pena, em São José dos Pinhais, e de Piraquara. Os projetos para ambas já foram contratados em 2020.

Para o terminal de Piraquara, a empresa de engenharia responsável pela elaboração do projeto já foi contratada e deverá entregar o projeto executivo ainda em 2020.

Neste caso, a estrutura irá substituir o atual terminal Afonso Pena, inclusive recebendo o mesmo nome, porém, em novo endereço, na Av. Rui Barbosa, esquina com a Rua Anneliese Gellert Krigsner, no bairro Iná.

A nova construção deverá ter cerca de 6.400m². O edital prevê a revisão e adequação de um projeto já desenvolvido pela Prefeitura, segundo a Comec.

Para as obras do terminal Afonso Pena, a coordenação está com o edital em andamento e deverá ser concluído no início de 2021. Ao todo, deverão ser investidos cerca de R$ 15 milhões para a construção dos dois terminais.

O projeto terá como base um desenho da concepção do terminal, proposto pela Prefeitura, e serão contratados no edital os projetos executivo e complementares necessários.

Os prazos para a conclusão dos projetos são de 60 dias para o terminal de São José dos Pinhais e 90 dias para o de Piraquara, e passam a contar a partir da assinatura da Ordem de Serviço.

“Os terminais existentes hoje, tanto em São José dos Pinhais como em Piraquara, já não comportam a demanda de passageiros. Os novos terminais, além de maiores, serão mais modernos, confortável e seguros. Darão outra característica para toda a região”, disse o presidente da Comec, Gilson Santos, em nota.

ABRIGOS

Em 2020, a Comec realizou a entrega de 720 abrigos em toda a Região Metropolitana de Curitiba, também conforme informado em nota. Os investimentos somam mais de R$ 3,5 milhões, neste caso.

“Não são raros os dias de frio e chuva na nossa região e não ter um abrigo adequado é muito triste para essa população. Compreendendo essa dificuldade o governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou a entrega de 720 abrigos. É um dos maiores programas de entrega de abrigos realizados na RMC e com certeza está fazendo a diferença na vida destas pessoas”, afirmou também Gilson Santos.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta