Osasco descarta reajuste de tarifa de ônibus em 2021

Ônibus municipal de Osasco. Foto: Adamo Bazani.

De acordo com o prefeito Rogério Lins, é o segundo ano sem aumento

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo, descartou um reajuste de tarifa de ônibus para 2021. A informação foi divulgada pelo prefeito Rogério Lins, por meio das redes sociais.

No Facebook, o prefeito ressaltou que este é o segundo ano sem aumento do valor da passagem do transporte coletivo municipal.

“Por conta da pandemia do coronavírus e considerando todas as dificuldades enfrentadas pelas famílias nesse ano atípico, decidimos não reajustar o valor da tarifa dos ônibus municipais. Esse será o segundo ano consecutivo que mantemos os valores congelados. O osasquense também tem o Bilhete Único, que pode fazer duas viagens durante uma hora e meia, pagando uma só passagem”, afirmou o prefeito.

Como mostrou o Diário do Transporte, o último reajuste foi anunciado em 29 de dezembro de 2018, quando o prefeito publicou o decreto 11.930 autorizando o aumento da tarifa para R$ 4,50, sendo aplicado em 01º de janeiro de 2019.

Relembre:

Tarifa de ônibus em Osasco vai para R$ 4,50 em 1º de janeiro

Entretanto, as empresas de ônibus da cidade pediram quase R$ 6 de tarifa. Na última quinta-feira (23) durante reunião do Comurb (Conselho Municipal de Mobilidade Urbana), a Viação Urubupungá apresentou o valor de R$ 5,74 para cobrir os custos e a Viação Osasco sugeriu valor de R$ 5,99.

Relembre:

Empresas de ônibus de Osasco querem tarifas entre R$ 5,74 e R$ 5,99

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Laércio fernando tieri disse:

    Então ja que o prefeito está sendo tão justo com as tarifas dos onibus por causa da pandemia porque não congela o iptu também????

Deixe uma resposta