Novo aplicativo de transporte de passageiros do RJ chega a 10 mil usuários em um mês

Aplicativo não tem tarifa dinâmica nem taxa de cancelamento. Foto: Divulgação.

Melleve é uma startup que concorre diretamente com Uber e 99

JESSICA MARQUES

A Melleve, nova startup da cidade do Rio de Janeiro, iniciou as atividades exclusivamente na Região Metropolitana em novembro. Em um um mês de operação, a empresa informou que já possui quase 10 mil passageiros cadastrados na plataforma.

“O aplicativo está disponível para download nas lojas de aplicativos dos celulares e os usuários já podem se cadastrar. Nossa plataforma é para todos os públicos e classes sociais e estamos atuando em um mercado que tem espaço, demanda e que carece de melhorias contínuas. Nossas concorrentes diretas a Uber e a 99, por exemplo, que estão no mercado há um tempo já fidelizaram os seus clientes, agora é a nossa vez, temos público para isso”, afirmou o diretor de Ativação da Melleve, Bruno Cunha, em nota.

A expectativa a médio e longo prazo é que a startup amplie as operações para o Estado do Rio de Janeiro e, após esta consolidação, ative o serviço em outros estados.

SEM TARIFA DINÂMICA E TAXA DE CANCELAMENTO

Conforme informado pela startup, em nota, a principal vantagem para o usuário é que o aplicativo não possui a tarifa dinâmica, que muda frequentemente o valor final da viagem de acordo com o horário e dias da semana.

A tarifa é única para todos os dias e horários. Para utilizar o aplicativo, basta o usuário indicar o destino e local de partida, que o valor será gerado.

O aplicativo também não cobra taxa de cancelamento.

OPÇÕES DE VIAGEM E PREÇOS

Assim como em outros aplicativos de transporte, a Melleve possui quatro categorias: Comum (econômica), Select (com mais espaço), Executivo (com mais espaço e luxo) e Táxi.

Confira a tabela de preços por categoria:

Comum: Preço Base – R$1,82 + Custo fixo R$ 0,75 + Por minuto R$ 0,14 + Por quilômetro R$ 1,27  – Preço mínimo de viagem R$ 8,25.

Select:  Preço Base – R$2,50 + Custo fixo R$ 1,00 + Por minuto R$ 0,18 + Por quilômetro R$ 1,70  – Preço mínimo de viagem R$ 9,25.

Executivo: – Preço Base – R$4,00 + Custo fixo R$ 0,75 + Por minuto R$0,23 + Por quilômetro R$ 2,30  – Preço mínimo de viagem R$ 10,50.

Táxi: Conforme a tarifa municipal da cidade do Rio de Janeiro.

TAXA COBRADA DO MOTORISTA

A Melleve também informou que a taxa de viagens cobrada pelo aplicativo aos seus motoristas não ultrapassa os 16%. Nos aplicativos concorrentes, a mesma cobrança varia entre 25 a 30% de cada viagem realizada.

Além disso, não é cobrada uma taxa de viagens aos fins de semana. Contudo, para adquirir este benefício o motorista deve cumprir uma meta de R$800 em viagens durante a semana e automaticamente poderá ter 100% de lucro das suas viagens realizadas aos sábados e domingos.

“Na hora de realizar o cadastro, também será ofertado ao motorista um cartão de débito da Melleve, ele não é obrigatório, mas com ele o usuário poderá ter mais comodidade e realizar pagamentos e fazer compras, assim não precisará transferir seus rendimentos das viagens para outra conta”, detalhou a empresa, em nota.

CADASTRO

O cadastro para motoristas continua aberto. Para se cadastrar, o motorista de aplicativo ou o taxista terá que baixar em seu smartphone o aplicativo Melleve Driver – Para Motoristas. Entre os critérios, o motorista precisa ter mais de 21 anos, Carteira Nacional de Habilitação ativa e possuir carro a partir do ano 2012 – os modelos dos veículos estão disponíveis no site oficial melleve.com.br.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Wellington disse:

    Outro lixo de App o km 0,75 centavos mano a gasolina 4,95 em média vai se fuder

  2. Celso disse:

    App ótimo pra passageiro! Motorista que entrar é tudo morto de fome Vai ser escravo dessa vosta

  3. Roberto disse:

    Mais um app para ferrar motorista .

  4. Reinaldo disse:

    Vários APP começam e acabam rápido pelo mesmo problema, são feitos pensando no passageiro exclusivamente, porém se os motoristas não aderirem nenhum APP vai chegar a lugar nenhum, agora quando surgir um APp parceiro dos motoristas, que tenha um preço justo visto o preços dos combustíveis e o caro custo de manutenção, que tenha convênio com fabricantes de pneus e seguradoras, aí sim vai decolar

Deixe uma resposta para Celso Cancelar resposta